Servidoras que sofrerem com violência doméstica podem ter direito em trocar local de trabalho

Projeto será votado na Alerj.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

As servidoras públicas vítimas de violência doméstica podem ter o direito à transferência de local de trabalho, desde que com medida protetiva. É o que propõe a deputada Zeidan (PT) no projeto de lei 1.769/19, que a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) vota em discussão única, nesta terça-feira (23). Caso receba emendas, o projeto sairá de pauta.A medida também determina que a medida protetiva de urgência deverá ser encaminhada para as autoridades de Segurança em até 24 horas desde a concessão.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.