O Procon Petrópolis começa a fiscalização do serviço de vigilância armada 24 horas nas agências bancárias na primeira semana de setembro. A ação entrou pro cronograma de fiscalização do órgão depois de uma reunião com o Sindicato dos Vigilantes para discutir as açõesrelacionadas à Lei Municipal 7.640, que entrou em vigor no dia 06 de junho de 2018, que dispõe da obrigatoriedade de serviço de vigilância armada em agências bancárias e cooperativas de créditos por 24 horas, incluindo fins de semana e feriados.

A Lei prevê que os vigilantes sejam preparados com cursos de formação para oficio, além disso, os profissionais devem permanecer no interior do estabelecimento bancário em local seguro, com alarme e acesso ao terminal telefônico para rápido acionamento policial. O objetivo é manter a segurança dos clientes, que são os consumidores, mesmo fora do horário de funcionamento das agências.

“Estamos montando um cronograma de ação junto ao sindicato para mostrar a importância dos vigilantes nas agências. Mantemos a política de realizar uma ação educativa, notificando os bancos junto à lei. Na ação seguinte, o viés já entra na fiscalização e com o ato continuo da irregularidadegera multa”, ressalta o coordenador do Procon, Bernardo Sabrá.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Vigilantes, Adriano Linhares, a lei vai gerar novos empregos, porém o objetivo dos profissionais é segurança das instalações físicas das agências. “Os clientes ficam expostos a riscos diretos e eminentes. Por exemplo, os “chupa cabras” – para clonar cartões de crédito, são instalados nos caixas eletrônicos nos fins de semana e durante a noite. A presença de um vigilante no local inibe essas e outras ações”, pontuou o presidente.

“A reunião foi muito positiva. Ficamos muito satisfeitos com a disposição do Procon em nos ajudar na fiscalização, com o objetivo de que o cliente-consumidor tenha mais segurança enquanto está no espaço bancário. Esse apoio é muito importante”, disse Adriano.

Ações em agências bancárias

No início dos trabalhos das fiscalizações do Procon Petrópolis, de 49 agências, 24 apresentavam irregularidades, hoje apenas 9 ainda não estão em dia, ou seja, as ações realizadas pelo órgão de defesa do consumidor estão alcançando bons resultados.

Das 49 agências fiscalizadas em 8 operações, hoje 100% estão com acessibilidade e atendimento prioritário conforme as normas da ABNT.

Por determinação do Procon Petrópolis hoje todas as agências possuem guarda-volumes, para maior conforto e menos constrangimento dos consumidores ao entrarem nos estabelecimentos bancários.

Quem quiser denunciar alguma prática abusiva ou constatar alguma irregularidade deve contatar o Procon pela página do órgão no Facebook, o Procon Petrópolis; pelo site www.petropolis.rj.gov.br/procon. Há, ainda, o WhatsApp Denúncia, no número 98857-5837 ou os telefones 2246-8469 / 8470 / 8471 / 8472 / 8473 / 8474 / 8475 / 8476 e 8477. Atendimento presencial pode ser realizado na unidade do Centro, que fica na Rua Moreira da Fonseca, nº 33. A unidade de Itaipava localizada no Centro de Cidadania, que fica na Estrada União e Indústria, 11.860.Os telefones da unidade são: 2222-1418, 2222-7448 e 2222-7337.