A relação entre o torcedor serranista com seus jogadores e dirigentes, principalmente da frente azul parece ter azedado, depois do time ir a região dos lagos e sofrer um revés para o Sampaio Correa, integrantes da torcida imperador da serra resolveram se manifestar nas redes sociais do Leão da Serra.

O grupo exige explicações dos dirigentes da Frente Azul, que comanda o futebol do clube desde 2016, acerca da péssima campanha que o time vem realizando em campo, o projeto está sofrendo sérias críticas e alguns motivos podem ser enumerados.

Mesmo contestado e considerado pouco experiente, o técnico Marcelo Olímpio comandava o time desde 2016, posteriormente o comando passou interinamente para César Nunes e agora está na mão de Alex Arruda, o comando técnico trocou e os resultados não vieram, sendo a única vitória ainda na estreia do turno passado, sob a batuta do professor Biro.

Jogadores como Douglas e Jefferson, fundamentais no setor defensivo ficaram um bom tempo no departamento médico, além de Zé Carlos que só voltou ao time na metade do primeiro turno, durante um tempo a zaga considerada ideal não atuou o suficiente.

O ataque composto pelos experientes Marcelo Macedo e Marcelo Régis, mesmo com um poder de fogo valorizado pelos bons campeonatos feitos em outros clubes, está sendo colocado em dúvida pela idade e questão física, sem contar que todo o time consegue criar algumas oportunidades, só que a bola insiste em não entrar.

Torcida é algo fundamental para o sucesso de qualquer time, com a interdição da arquibancada monumental, o clube viu a capacidade de 1.000 torcedores ser reduzida para cerca de 450, somada a má campanha, esses números reduziram ainda mais, como ocorre até nos grandes clubes que disputam os principais campeonatos no país.

Integrantes da imperador da serra querem uma reunião com os dirigentes para apresentar revindicações e exigem que os líderes do elenco se manifestem sobre este momento e muitos temem que o clube volte a terceira divisão estadual, onde ficou entre 2009 e 2016.