Serrano perde segunda partida seguida em casa e cai para a Lanterna na Série B1 Biro e arbitragem são alvos de protestos dos torcedores serranistas

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Na tarde de ontem, o Atilio Marotti esteve com 400 torcedores para prestigiar um Serrano que tentava recuperação contra o Carapebus, lanterna do grupo e time com pior campanha na competição, o cenário era perfeito para uma vitória redentora, depois de dois jogos com derrotas.

O time até saiu na frente com Marcelo Régis, sendo o primeiro gol do atacante na segunda divisão, entretanto a equipe do norte do estado quando chegou ao ataque, teve a oportunidade de marcar seu primeiro gol, quando o árbitro marcou uma penalidade máxima cometida por Arthur Lopes, convertida por Gilsandro, em seguida o roxinho virou o jogo com Layon, terminando a primeira etapa em 2 a 1.

Em desvantagem o Serrano partiu para o ataque, tentando evitar nova derrota e espantar o fantasma da má campanha do primeiro turno do ano passado, onde o time teve um desempenho muito ruim, chegando a ser o lanterna geral da competição, no entanto, a coisa piorou quando uma nova penalidade foi marcada em favor dos visitantes, após falta cometida por Kauer dentro da área, desta vez Wilkson foi o responsável por converter a cobrança em gol para o adversário serranista.

Kauer se redimiu em parte de sua falha e marcou o segundo gol, insuficiente para o time arrancar ao menos um empate, nas arquibancadas começaram alguns gritos que pediam a saída do técnico Marcelo Olímpio, por considerarem que mesmo com um time melhor, o treinador que comanda o time desde 2016 não consegue realizar um trabalho que coloque o time entre os ponteiros do campeonato, restando a luta pela manutenção, a arbitragem foi alvo de protestos por não sinalizar corretamente os acréscimos.

Serrano: Gustavo; Foguete, Pedro Paulo (Dener 19’/2ºT), Ricardo Lucena e Arthur Lopes; Kauer, Arthur Santos (Yan 21’/2ºT) e Ruan; Marcelo Régis, Marcelo e Juninho (Daniel 15’/2ºT). Técnico: Marcelo Olímpio.

Carapebus: Victor; Dodô, Pezão, Jefferson e Miguel; Renan, Lorran (Diego 40’/2ºT) e Noel; Layon (Allan 20’/2ºT), Gilsandro (Tim 28’/2ºT) e Wilkson. Técnico: Samarone Oliveira.

Cartões amarelos: Kauer, Ricardo Lucena, Marcelo Régis (SER); Dodô, Lorran (CAR)

Gols: Marcelo Régis, 17’/1ºT (1-0); Gilsandro (pênalti), 29’/1ºT (1-1); Layon, 34’/1ºT (1-2); Wilkson (pênalti), 33’/2ºT (1-3); Kauer, 40’/2ºT (2-3)

Árbitro: Leandro de Lima e Silva
Assistentes: José Carlos Batista de Arruda e Renato da Silva e Silva
Renda: R$ 5.500,00
Público: 400 pagantes (440 presentes).
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.