Seringa incompatível provoca perda de 10,7 mil doses de vacina em Juiz de Fora

A situação foi comunicada à Superintendência Regional de Saúde, sobre a necessidade de reenviar essas doses.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

O uso de agulhas e seringas inapropriadas provocaram a perda de 10,7 mil doses de vacina contra o coronavírus em Juiz de Fora, em Minas Gerais. O medicamento é da Coronavac, produzido pelo Instituto Butantan, e seria suficiente para imunizar mais de 5 mil pessoas com as duas aplicações necessárias.

De acordo com a Secretaria de Saúde de Juiz de Fora, o desperdício ocorreu por conta da incompatibilidade dos equipamentos fornecidos pelo governo estadual com os frascos multidoses do imunizante. As seringas e agulhas recebidas pelo município mineiro não permitiram a retirada de todas as dez doses que constam em cada recipiente. O que gerou o desperdício.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.