Sergio Cabral não poderá receber visitas nem ver TV no presídio Secretaria de Administração Pública puniu o ex-governador após achar mais dinheiro que o permitido em sua cela

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

O ex-governador do Estado do Rio teve seus direitos suspensos pela Secretaria de Administração Pública por 10 dias, por conta de Sérgio Cabral ter mais dinheiro que o permitido em sua cela. O caso pode ser constatado pela Corregedoria da Seap no Presídio Pedrolino Werling de Oliveira, no Complexo Penitenciário de Gericinó, localizado na zona oeste da capital carioca. Outro detento também foi flagrado com uma quantia fora do normal.

Eles vão responder as irregularidades a uma comissão técnica, além de perder os benefícios de ver televisão e receber visitas. A Seap não divulgou qual foi o valor encontrado, mas disse que apenas 10% do salario mínimo ou R$95,40 são montante máximo que um preso pode ter.

Em novembro do ano passado, o Ministério Público do Rio de Janeiro encontrou camarão, queijo de cabra, bacalhau, entre outros produtos com os detidos na operação Lava Jato no Rio.

Por: Gabriel Malheiros

 

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.