O primeiro ato para lembrar a Semana Nacional de Trânsito, promovida pela CPTrans em parceria com o Setranspetro, e Sest Senat, foi a entrega de material informativo sobre a importância da prevenção de acidentes no trânsito. A ação aconteceu na Praça D. Pedro, entre 10 e 16h e uma equipe da CPTrans abordou à população explicando os índices de acidentes e a urgente necessidade de mudança de comportamento para melhoria das estatísticas na cidade. As atividades em torno da semana permanecem até a próxima terça-feira (25) em diversos pontos da cidade, com ápice no sábado, com a consulta pública que será realizada às 15h, na Fábrica da Bohemia.

As informações passadas são relativas ao anuário estatístico de acidentes de trânsito relativo a 2017. O documento, que pela primeira vez traz o número de vítimas de acidentes pós-cena, consolida dados sobre o aumento da frota, tipos de acidentes, perfil das vítimas, além de apontar os números totais de sinistros ocorridos na cidade no ano passado: 1.776 acidentes com 1.589 vítimas. Desse total, houve 35 vítimas fatais, sendo 17 em cena e 18 a caminho do hospital ou na unidade de saúde.

“Trazer à tona esses dados é uma forma de mostrar à população o quão importante é tratar este assunto. A Semana Nacional do Trânsito corrobora justamente isso com o tema ‘Nós Somos o Trânsito’, definida pelo Contran. Então nossas equipes estarão trabalhando ao longo desta semana com o intuito de esclarecer os dados relativos à cidade”, explica o diretor-presidente da CPTrans, Jairo Cunha.

A moradora do Centro, Ana Júlia Souza Moraes, 36 anos, foi impactada com as informações e também relatou um episódio à equipe da CPTrans. Ela disse que aos 16 anos sofreu um acidente de carro com a família. As sequelas só não foram maiores porque todos utilizavam o cinto de segurança quando o carro capotou.

“Meu pai dirigia em alta velocidade, tinha óleo na pista e quando ele foi frear o carro saiu de traseira e acabou capotando. Foi uma experiência aterrorizante e até hoje eu tenho a preocupação em utilizar o cinto de segurança e respeitar os limites de velocidade. Felizmente nada mais grave aconteceu, mas foi por pouco. Espero que as pessoas sejam conscientes, porque os números que vi aqui hoje assustam”, contou Ana Júlia.

A distribuição do material nesta quinta-feira (20.09), acontece no Itamarati, próximo ao Terminal. No dia seguinte, no Terminal Bingen. Já na segunda-feira, o grupo volta para o Centro da cidade e, desta vez, fica posicionado próximo à Estação Rodoviária Imperatriz Leopoldina e, na terça, fechando a programação, o grupo irá fazer a distribuição do material no distrito de Itaipava, em frente ao Parque de Exposições.

Prevista pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB), a Semana Nacional de Trânsito tem a finalidade de conscientizar a sociedade, com vistas à internalização de valores que contribuam para a criação de um ambiente favorável ao atendimento de seu compromisso com a “valorização da vida” focando o desenvolvimento de valores, posturas e atitudes, no sentido de garantir o direito de ir e vir dos cidadãos.