Semana do Pescado em setembro quer incentivar o consumo e fortalecer a indústria pesqueira

O pescado fluminense sofre concorrência forte dos produtos de outros estados, como São Paulo, Santa Catarina, Paraná, e acaba vendendo menos do que as empresas dessas regiões.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Para incentivar o consumo de pescado no Rio e em todo o Brasil, empresários do setor lançam a Semana do Pescado, que vai se estender de 1 a 15 de setembro. Este é o 18º ano da campanha, que nasceu do extinto Ministério da Pesca e Aquicultura. A Firjan e o Sindicato da Indústria do Pescado do Estado do Rio (Siperj) apoiam a iniciativa que tem o objetivo de incentivar o consumo, estimular a economia e fortalecer a indústria pesqueira no Rio de Janeiro.

“Desde que foi fechado o entreposto pesqueiro na Praça XV, no Centro do Rio, desarticulou-se toda a estrutura das embarcações, das indústrias, da mão de obra. Além desse problema, há o desgaste grande com a legislação tributária. Nosso ICMS não prevê o crédito presumido”, pontua Sérgio Ramalho, presidente do Siperj. O pescado fluminense sofre concorrência forte dos produtos de outros estados, como São Paulo, Santa Catarina, Paraná, e acaba vendendo menos do que as empresas dessas regiões.

Com apoio dos pescadores, das indústrias de pescados, dos setores de supermercados e de bares e restaurantes, a Semana pretende criar uma cultura do consumo de pescado. Aumentar a demanda vai estimular toda a cadeia de produção, gerar empregos, renda e desenvolver o grande potencial produtivo nas áreas da aquicultura e da pesca. “Estamos unidos para impulsionar a mensagem: ‘Coma mais peixes’. Os comerciantes participantes darão descontos para quem comer peixe nesta quinzena, inclusive o Mercado São Pedro, em Niterói, que está de braços dados com o Siperj, fazendo a divulgação”, conta Ramalho.

A Semana do Pescado vai realizar vários eventos simultâneos, focados do fomento ao consumo. Em 2021, a proposta é descentralizar as ações dos grandes centros de produção e consumo, para atingir todas as cidades do estado do Rio. Com ajuda da federação, o Siperj pretende divulgar ao máximo a campanha. “Estamos incentivando também a produção de peixes em águas interiores, com o desenvolvimento, por exemplo, da tilápia, de trutas e outras espécies, destaca Ramalho.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.