Sem nome no SPC enquanto durar a pandemia

Vinicius Farah propõe suspensão temporária de cadastros negativos
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Diante da situação de imprevisibilidade financeira em que o país enfrenta devido à pandemia da Covid-19, o deputado federal Vinicius Farah (MDB-RJ) quer que ninguém seja negativado no Serasa e no SPC enquanto durar esta crise.  Ele protocolou uma indicação legislativa na Câmara dos Deputados nesta quarta-feira (13) que está sendo encaminhada ao Ministério da Economia a título de sugestão, mas o parlamentar já anunciou que vai apresentar também um projeto de lei, de caráter impositivo.

Pelo menos 61 milhões de brasileiros podem estar inscritos em cadastros de devedores no momento, o que representa 39% da população adulta. Nesta situação, eles vêm enfrentando dificuldades para comprar a prazo, fazer financiamentos ou contratar empréstimos. A cifra equivale a pouco mais de 39% da população adulta do Brasil.

A sugestão de Farah é que sejam suspensos, enquanto durar a pandemia, os efeitos da lei 9.492, de 1997, que regulamenta os serviços referentes ao protesto de títulos e outros documentos de dívida.

Quando uma pessoa física ou jurídica registra nos cartórios de protesto uma dívida não paga, o nome do devedor é imediatamente inserido no SPC ou Serasa, impedindo que ele realizar novas operações de crédito.

O requerimento feito pelo deputado solicita que os cartórios de protesto não atuem durante a pandemia.

“Nossa ideia é proteger pequenas e médias empresas, autônomos, cidadãos e prestadores de serviços, que enquanto estão  vivendo essa crise, estão com muita dificuldade de honrar seus compromissos”, explica Vinícius Farah.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.