Selo em homenagem a Elza Soares abre série especial

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Os Correios colocaram em circulação a primeira emissão da série Mulheres Brasileiras que Fizeram História, com imagem da ilustre artista Elza Soares. As próximas homenagens serão a Hortência Marcari, Hebe Camargo, Carolina Maria de Jesus, Maria da Penha e Aracy de Carvalho Guimarães Rosa.

Elza Gomes da Conceição nasceu em 23 de junho de 1930 (ou 1937, não se sabe ao certo o ano), na antiga favela da Moça Bonita, Bairro de Padre Miguel, no Rio de Janeiro. Filha de uma lavadeira e de um operário, ainda pequena, mudou-se com a família para um cortiço no bairro da Água Santa, onde foi criada. Mais tarde passaria a se chamar Elza Soares.

A história da cantora e compositora foi escrita com ingredientes singulares de pobreza, sofrimento, determinação, coragem, talento e persistência. Aos 11 anos de idade foi obrigada a abandonar os estudos para se casar com um amigo de seu pai. No matrimônio, Elza foi submetida constantemente ao infortúnio da violência sexual e doméstica. Aos 12 anos, nasce o primeiro filho. Já aos 15, passa por outro grande trauma: o segundo filho morre de fome.

Em meio a tantas lutas e perdas, Elza Soares tinha o sonho de ser cantora. Sua primeira apresentação ao vivo ocorreu em 1953, no programa de Ary Barroso, na Rádio Tupy. Com sua voz rouca e envolvente, a artista propagava, com o clamor das letras de suas composições, a sua própria vida. Em 1960, passou a trabalhar apenas com música, cantando semanalmente no rádio. Depois, foi convidada para se apresentar na televisão, realizando nesse mesmo ano, uma turnê internacional, consolidando sua carreira.

Elza Soares é sinônimo de resiliência: enfrentou a fome, a pobreza, a violência (doméstica, sexual e psicológica), o ódio das massas, a ditadura, a morte de quatro filhos, o sequestro de uma filha e, agora, passa por um grave problema de coluna.

A emissão – Composta por 18 selos, a folha apresenta o título da emissão no canto superior esquerdo e, no canto superior direto, desenhos estilizados de um microfone e figuras musicais. A foto que ilustra o selo é de Patrícia Lino, feita em um show realizado no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília. O símbolo do feminino é destacado em magenta. Foram usadas técnicas de computação gráfica. Com tiragem de 54 mil selos, a emissão tem valor de R$1,95 a unidade.

Série Signos do Zodíaco – Também entrou em circulação a quinta emissão da série Signos do Zodíaco: Leão. O selo apresenta vários elementos que representam esse signo, como o símbolo, que representa a juba do leão; o período regido pelo signo e uma faixa de cor vermelha indicando o elemento fogo, que rege os leoninos. Ao centro estão a imagem de um leão e o esquema de representação de sua constelação, uma das mais antigas e mais fáceis de identificar no céu. A tiragem é de 240 mil selos, com valor de R$1,30 a unidade.

As duas emissões estarão disponíveis nas principais agências de todo o país e também na loja virtual dos Correios.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.