A Polícia Civil divulgou uma nota, no inicio da noite deste domingo (13/1), esclarecendo sobre as declarações do o secretário de Estado da Polícia Civil, Marcus Vinicius Braga, sobre a possível prisão, a partir de sua posse, de deputados e prefeitos. “Agora você vai ver muito deputado e prefeito sendo preso no carro da Polícia Civil”, disse em uma entrevista realizada para o Jornal O Dia.

Na nota, sua assessoria de comunicação esclarece que seu intuito foi de reafirmar a parceria entre a Polícia Civil e o Ministério Público Estadual para a atuação em casos que envolvam agentes públicos com foro privilegiado.

Confira a nota divulgada pela Polícia Civil:

A propósito de entrevista para o jornal O Dia, o secretário de Estado da Polícia Civil, Marcus Vinicius Braga, esclarece que, ao falar de autoridades, ele quis se manifestar de forma genérica, sem tratar de nenhum caso específico. Seu intuito foi o de reafirmar a parceria entre a Polícia Civil e o Ministério Público Estadual para a atuação em casos que envolvam agentes públicos com foro privilegiado. Em situações assim, a Polícia Civil apenas conduz as investigações, cabendo ao MPE a coordenação e condução dos trabalhos. Enquadram-se em tal especificidade, sempre em tese, casos que envolvam vereadores, prefeitos, deputados estaduais e secretários estaduais. O secretário reitera, ainda, seu apreço por todas as autoridades constituídas e garante que nada será feito fora do estrito respeito à lei”.