Reprodução da internet

Secretário de Segurança de Petrópolis é acusado de agressão

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Durante a condução do reboque, agentes da Polícia Militar, do 26ºBPM, se depararam com uma ocorrência de lesão corporal e ameaça envolvendo o “suposto” Secretário Municipal de Segurança de Petrópolis, Sr. Djalma Januzzi.

Segundo relatos que constam no Termo de Declaração emitido pela 105ªDP, ao chegar no local, o suspeito aparentava estar embriagado e estava armado. Ele foi levado para a 105ºDP acusado de ter agredido um cidadão e de ter desacatado o sargento da PM com xingamentos.

De acordo com a vítima, agredida verbalmente e também com um soco no rosto, o Sr. Secretário Djalma Januzzi se passou por policial e fez ameaças de morte. Um outro homem, identificado como Anderson, estaria dando apoio ao secretário em um carro.

A vítima disse ainda que havia acabado de sair de sua casa para encontrar um amigo na Praça 14 Bis quando foi abordado de forma abrupta pelo Sr. Djalma. O secretário teria agido com violência com quatro pessoas que estavam sentadas embaixo do monumento que dá o nome à praça.

“Espero que a Prefeitura elucide o caso mostrando as imagens das câmeras de segurança que tanto investiram”, disse a vitima na esperança de esclarecer o caso.

“Eu, Eduardo Henrique Miranda Wendling, venho por meio dessa, pedir ajuda em forma de divulgação da violência sofrida por mim ontem. Fui ameaçado de morte e agredido com um violento soco do rosto pelo atual Secretário de Segurança de Petrópolis ( Djalma Gonçalo ) que estava acompanhado de um comparsa denominado “Anderson”. Visivelmente alterado, Djalma Gonçalo se passando por policial, simulando estar armado, acompanhado de seu comparsa Anderson que dava cobertura na porta do carro. Djalma abordava quatro cidadãos que se encontravam sentados nos bancos da praça 14bjs. Tudo aconteceu no primeiro minuto da madrugada deste domingo 20 de janeiro de 2019. Após eu ter saído da casa de um amigo, residente nas proximidades. No momento da agressão me direcionou para a rua principal e pedi auxílio a uma PATAMO que por sorte passava no momento do ocorrido. O mesmo agressor desacatou o sargento da polícia militar que também representou contra ele. Amanhã estarei indo ao ministério público e corregedoria da GM ( uma vez que Djalma e Guarda Municipal ). Também estou entrando em contato com os órgãos de imprensa da nossa cidade, estado e país. Sem mais delongas seguem em anexo as cópias dos depoimentos meu, do Sargento Ferraz e da Capitão Endgie. Eu, Eduardo Henrique Miranda Wendling autorizo toda e qualquer divulgação dessas informações. Desde já agradeço. Grande abraço.

O caso aconteceu na madrugada deste domingo (20/1), aproximadamente à 00h20. O rapaz agredido avistou os policiais e conseguiu chamá-los. Mesmo com a presença dos policiais o secretário teria continuado com as agressões, xingando o sargento.

Trecho do Termo de Declaração registrado na 105ªDP

Em nota, a Prefeitura de Petrópolis informa que o que aconteceu foi uma operação Choque de Ordem supervisionada pelo secretário Sr. Djalma Januzzi, e que este trabalho é para justamente para evitar situações de tumulto.

O secretário Djalma Januzzi supervisionava a operação choque de ordem quando, em uma abordagem, houve tumulto após um jovem ter se apresentado como policial e ter questionado o trabalho.  Para deixar registrado o ocorrido, o secretário, PMs e o jovem seguiram à Delegacia Policial“, diz a nota.

O choque de ordem é justamente desenvolvido para que não hajam situações de tumulto nas ruas. As operações são feitas em conjunto pela GC, polícias civil e militar e em determinadas situações pelo Juizado de Menores“, conclui a Assessoria de Comunicação da Prefeitura.

O caso foi registrado na 105º DP e, de acordo com a vítima, estará sendo levado também ao conhecimento do Ministério Público e pela Corregedoria da Guarda Municipal.

(atualizado 21h26)

Crédito da foto: Reprodução da internet

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

1 comentário
  1. *POR FAVOR COMPARTILHEM*
    Eu, Eduardo Henrique Miranda Wendling, venho por meio dessa, pedir ajuda em forma de divulgação da violência sofrida por mim ontem. Fui ameaçado de morte e agredido com um violento soco do rosto pelo atual Secretário de Segurança de Petrópolis ( Djalma Gonçalo ) que estava acompanhado de um comparsa denominado “Anderson”. Visivelmente alterado, Djalma Gonçalo se passando por policial, simulando estar armado, acompanhado de seu comparsa Anderson que dava cobertura na porta do carro. Djalma abordava quatro cidadãos que se encontravam sentados nos bancos da praça 14bjs. Tudo aconteceu no primeiro minuto da madrugada deste domingo 20 de janeiro de 2019. Após eu ter saído da casa de um amigo, residente nas proximidades. Após presenciar o fato, comecei a ser ameaçado de morte e em seguida agredido fisicamente. No momento da agressão me direcionei para a rua principal e pedi auxílio a uma PATAMO que por sorte passava no momento do ocorrido. O mesmo agressor desacatou o sargento da polícia militar que também representou contra ele. Amanhã estarei indo ao ministério público e corregedoria da GM ( uma vez que Djalma e Guarda Municipal ). Tambem estou entrando em contato com os órgãos de imprensa da nossa cidade, estado e país. Sem mais delongas seguem em anexo as cópias dos depoimentos meu, do Sargento Ferraz e da Capitão Endgie. Eu, Eduardo Henrique Miranda Wendling autorizo toda e qualquer divulgação dessas informações. Desde já agradeço. Grande abraço.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.