Por Olga Liotta

A Prefeitura de Osasco, por meio da Secretaria de Saúde, promoveu na sexta-feira, 6/10, a primeira de uma série de atividades preparadas para celebrar o movimento mundial “Outubro Rosa”. Foi realizado durante todo o dia, no auditório do Centro de Formação dos Professores, um Seminário para alertar sobre a necessidade das mulheres cuidarem da saúde para prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama e do colo de útero.

O secretário da pasta, José Carlos Vido, acompanhado por sua equipe, fez a abertura oficial, parabenizando a adesão de todos ao evento. Vido comentou que é de extrema importância que a rede municipal esteja alinhada com a causa, principalmente os agentes, que são essenciais na saúde preventiva e combate às doenças, como o câncer. E garantiu “que o melhor lugar para se tratar o câncer é na rede pública de saúde”.

O público alvo do congresso foram agentes comunitários, enfermeiros, médicos, psicólogos, assistentes sociais, nutricionistas, terapeutas ocupacionais, gestores e estudantes da área de saúde. Cerca de 450 pessoas participaram da programação que contou com diversas palestras abordando os cuidados com a saúde feminina e a importância de se praticar um atendimento atencioso e minucioso para questões que remetem aos diversos tipos de câncer.

Pela manhã, foram ministradas conferências com os seguintes palestrantes: Dra. Marta Almeida, coordenadora da Saúde da Mulher – DAB, que esclareceu pontos sobre a temática “Saúde da Mulher, um cuidado para a vida toda”; em seguida, Dr. André Lanna, biomédico do Grupo Saúde e Vida, falou sobre a “Prevenção do Câncer de Mama e de Colo de Útero”.

À tarde, foi a vez do Professor Dr. Miguel Teixeira dos Santos Neto, coordenador do Curso de Medicina da Uninove – Osasco, comentar sobre a Sexualidade da Mulher e as diferentes práticas sexuais do genêro, alertando aos presentes sobre a necessidade de uma atenção diferenciada nos atendimentos feitos pelos médicos e enfermeiros que fazem plantão em UBSs. Fechando o ciclo de conversas, a coordenadora do Núcleo de Educação Permanente em Saúde de Osasco (NEPS), Rosana Marcondes, falou sobre o “Cuidar do corpo”, enaltecendo o autoconhecimento das mamas para, além de detectar algum tipo de alteração, também se familiarizar com o próprio corpo.

Segundo dados do Instituto Oncoguia, o câncer de mama é o segundo tipo de câncer mais frequente no mundo e o primeiro mais recorrente em mulheres. Para se ter uma ideia, 22% dos casos de câncer em mulheres são de mama. Outro tipo de câncer que acomete as mulheres é o de colo de útero. Cerca de 90% dos casos tem relação com o vírus do papiloma humano (HPV), principal fator de risco para a doença. O HPV é transmitido sexualmente, portanto, o ideal é que toda mulher faça uso de preservativo durante a relação sexual e consulte um ginecologista regularmente para realizar o exame Papanicolau.

O ápice do encontro foi durante o relato de Vânia Santos da Silva, 48 anos, moradora do Novo Osasco. Ela contraiu câncer de mama aos 45 anos. Descobriu a doença durante o autoexame, quando identificou um caroço no seio direito e achou estranho. Ao consultar um médico e realizar os exames foi diagnosticada com a doença. Hoje ela está curada e está no processo final de reconstrução da mama. Vânia emocionou a plateia com sua história de superação e fez um alerta a todas as mulheres.

“Muitas vezes ignoramos o autoexame, mas ele foi essencial para conseguir me salvar a tempo. Eu fiz quimioterapia, perdi os cabelos, chorei muito. Mas sempre tive fé e confiança em Deus. Essa fé me manteve viva, me fez lutar pela vida. Recebi muito apoio também. O carinho dos amigos, do pessoal do posto que eu passava para pegar gases para fazer os curativos. Mas eu sempre pensei positivo. Se não for assim, o processo se torna mais difícil e você não resiste. Portanto deixo meu recado: Não desanimem. Tenham fé. Se cuidem”, enfatizou Vânia, que recebeu um mimo da coordenadora da Estratégia Saúde da Família, Michele Simões.

Na ocasião, teve ainda uma singela homenagem aos Agentes Comunitários de Saúde, cuja data comemorativa foi celebrada no dia 4/10; muita dança, com o Grupo de Dança Harmonia, e exercícios aplicados pela coordenadora do Serviço de Atendimento Domiciliar (SAD), Cidinha Dórea.

 

Fonte: Prefeitura do Município de Osasco | Fotos: Ismael Francisco