Foto: Reprodução/Unsplash

Sebrae Rio e CNPq abrem seleção para o Projeto ALI – Agente Local de Inovação

Os bolsistas selecionados receberão ajuda de custo de R$ 4 mil. Todo o processo seletivo será online. É importante que o candidato more na região do projeto.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Profissionais com nível superior em busca de uma oportunidade no mercado de trabalho podem comemorar. Entre os dias 19 e 29 deste mês, o Sebrae Rio e o CNPq abrem inscrições para o Processo Seletivo de Bolsistas no Projeto ALI – Agente Local de Inovação, para atuação em todo o estado do Rio de Janeiro. Ao todo, serão 30 vagas diretas para início imediato, com mais 15 vagas reservas. O agente será capacitado pelo Sebrae para atuar dentro de micro e pequenas empresas e ajudá-las a crescer, a partir de um trabalho voltado para o aumento da produtividade. Para se candidatar, é necessário ter graduação completa, concluída a partir de 2011, em qualquer curso superior e experiência profissional comprovada de no mínimo seis meses na profissão, sem contar estágios. Os bolsistas selecionados receberão ajuda de custo de R$ 4 mil. Todo o processo seletivo será online. É importante que o candidato more na região do projeto.

Os selecionados vão ter a chance de participar do dia a dia de um microempreendedor, dentro da própria empresa. O Agente Local de Inovação será treinado por especialistas do Sebrae para potencializar seus conhecimentos sobre gestão empresarial, inovação e produtividade e, em seguida, acompanhar, na prática, a implementação de ferramentas para auxiliar o empreendedor a reduzir custos e aumentar o seu faturamento. Esse profissional vai identificar falhas, indicar soluções e novas oportunidades de mercado. 

De acordo com pesquisa do Sebrae, 88,5% dos participantes do programa acreditam que o ALI foi fundamental para o sucesso de suas carreiras. Hoje, 28% deles trabalham em empresa privada, 19% viraram consultores de empresas, 14% são empresários do ramo de serviços, 12% funcionários públicos e por aí vai. Para o Coordenador de Inovação e Consultoria do Sebrae Rio, Marcelo Aguiar os números afirmam a importância do ALI na vida profissional das pessoas. 

“Ser um agente local de inovação é uma experiência única na carreira. O ALI vai conversar diretamente com o empresário para identificar carências e indicar soluções Sebrae, de forma personalizada, para o empreendedor. O agente vai ajudar a implementar e acompanhar a efetividade do resultado. Com o objetivo de aumentar a produtividade da empresa em no mínimo 10%.”

ALI amplia visão do mercado de trabalho

Quem já foi ALI sabe dos benefícios que o programa pode trazer para a carreira e o futuro profissional do agente. A consultora de marketing e inovação Arícia Abreu estava desanimada com o mercado de trabalho convencional. Ela procurou o Programa ALI para buscar novas experiências e viu uma possibilidade de maior satisfação profissional. Resolveu largar um emprego de carteira assinada e acabou participando de dois ciclos do projeto entre 2013 e 2018. O programa mudou completamente a sua vida. O resultado: em parceria com outra agente local de inovação ela abriu uma empresa e conta que a oportunidade lhe trouxe aptidões que até então estavam adormecidas. 

“O ALI fez acreditar mais no meu potencial. Antes era uma pessoa travada e não gostava de falar em público. Aproveitei todas as oportunidades que o projeto me proporcionou. Transformei esse conhecimento em serviço. Hoje, tenho minha empresa de consultoria e faço inúmeras palestras. Sou uma pessoa mais forte e que gosta de um bom desafio. A capacitação foi uma escola”, comemora Arícia. 

O sentimento é compartilhado pelo empreendedor Felipe de Oliveira Santos. Ele sempre teve vontade de empreender. Após participar do programa, conseguiu atingir o seu objetivo. Hoje, é dono de duas empresas no ramo imobiliário. 

“O meu grande sonho era empreender e o ALI possibilitou tirar esse desejo do papel. A pessoa, para ter sucesso, precisa se dedicar ao negócio. Durante o programa pude conhecer a rotina de diferentes empresas e pesquisar a natureza de diferentes negócios. Uma das maiores lições que aprendi é o desenvolvimento da comunicação, saber expressar, aprender com diferentes visões e trocar experiências”, conta.

E você? Está esperando o que para apostar no seu sonho? Inscreva-se aqui 

Atribuições do ALI

O agente local de inovação vai elevar a produtividade das empresas, por meio do incremento do faturamento e da redução de custos variável. O agente realizará o diagnóstico da empresa na qual atuará para identificar seu grau de maturidade e gestão. Com o apoio do empreendedor, o agente criará um plano de ação com soluções oferecidas pelo Sebrae, tanto na área de consultoria gerencial quanto na área de gestão e inovação. 

Os bolsistas selecionados serão capacitados a:

– Acompanhar até 20 empresas em cada ciclo do projeto, realizar diagnósticos, devolutivas e planos de ação 

– Mensurar indicadores mensalmente

– Elaborar relatórios, realizar apresentações e dinâmica de grupo

– Buscar informações que subsidiem o acompanhamento dos empreendimentos

– Interagir com as empresas sobre o modelo de negócio

– Contribuir para a elaboração e aplicação das ferramentas da metodologia de inovação nas empresas acompanhadas

– Estimular a estruturação de estratégias para o desenvolvimento da cultura e do ambiente organizacional da inovação

– Incentivar, acompanhar e valorizar o desenvolvimento de inovação das empresas e participar da capacitação continuada

– Fomentar o processo de aproximação entre as empresas e o ecossistema de inovação

– Realizar visitas técnicas periódicas nas empresas, produzir artigos e estudos de caso, entre outras atividades

O programa terá duração de 22 meses, entre os anos de 2021 e 2022, com sete ciclos de atendimento por três meses. No Rio de Janeiro, o Sebrae vai atender 450 empresas distintas por ciclo. Em cada etapa, um ALI vai ser responsável por até 20 empresas. A meta dele será aumentar em pelo menos 10% a produtividade de cada uma das empresas. 

Profissionais são remunerados

O Sebrae Rio recomenda que o candidato leia o Edital 02 do processo seletivo, no qual constam todas as informações sobre as vagas, requisitos exigidos, procedimentos para inscrição, cronograma e etapas da seleção. Os 45 aprovados para Capacitação Básica terão uma remuneração de R$ 2 mil, pelo período de um mês, a contar da convocação, prevista para janeiro de 2021. Os 30 candidatos com melhor desempenho começarão de forma imediata, com remuneração de R$ 4 mil por dois anos, após a capacitação. Já os 15 restantes farão parte do cadastro reserva. Em caso de dúvidas, entre em contato pelo: [email protected].

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.