Saulo Poncio é acusado de trair Gabi Brandt

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Um dos vocalistas do grupo Um44k, Saulo Poncio, se envolveu em mais uma grande polemica. Não é a primeira vez que o cantor é acusado de trair sua esposa, Gabi Brandt, mas dessa vez as denúncias vieram com provas até de vídeos. Pensando nisso, convidamos o psicólogo e escritor Alexandre Bez para falar sobre o fantasma da traição que vive cercando tanto relacionamentos.

Segundo Alexandre bez, especialista em relacionamentos, poucas coisas podem ser tão dolorosas em um relacionamento como a traição. Descoberta ou revelada, ela sempre traz pensamentos como: “ele não presta”, “ele não me ama mais”, “eu não sou boa o suficiente”, “onde foi que eu errei?”. Porém, apesar de fazer sofrer, a traição pode render muitos aprendizados sobre a vida – principalmente a dois.

Desta vez, Saulo teria traído a mulher em um hotel em Limeira, no interior de São Paulo, no dia 26 de junho.  A história veio à tona após um ex-funcionário do hotel, que foi demitido por conta do cantor, Douglas Dias, ter compartilhado uma série de Stories, com direito a imagens do circuito interno de segurança e narração em suas redes sociais.

“Vários motivos podem levar à traição, problemas emocionais ou psicológicos, carência, sadismo, imaturidade ou até a falta de caráter. Porém, independente do motivo, há sempre o elemento da psicopatologia embutida. Ou seja, o traidor tem um comportamento anormal, que deve ser investigado”, explica Bez.

Para o psicólogo, após ser descoberto a traição é preciso investigar o porquê disso ter acontecido, pois só a partir daí é que a pessoa conseguirá tomar uma atitude e decidir se deve ou não perdoar e seguir em frente. A superação deve ser trabalhada em diversos aspectos. “Meditação e elevação da autoestima também podem ajudar bastante. Isso pode ajudar a pessoa a se conhecer melhor e manter a tranquilidade, além de possibilitar que consiga aprender com a traição”.

A traição pode servir para mostrar que nada é definitivo e eterno. Pessoas mudam, ideias mudam. Além disso, “a dor ajuda a criar mais responsabilidade e saber como proceder numa relação, evitando desgastes, além de exercitar a capacidade de perdoar dos erros e corrigi-los”, salienta. Outro ponto é o fortalecimento do diálogo entre o casal.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.