Satura Companhia de Teatro faz transmissão on-line do espetáculo “Jorge, o Santo Guerreiro”, em comemoração ao Dia de São Jorge

A transmissão comemorativa será realizada gratuitamente, às 19h, no canal de Youtube da Satura.

A comemoração do Dia de São Jorge, no próximo dia 23 de abril (sexta-feira), não vai passar em branco para a Satura Companhia de Teatro, que fará exibição especial, de um dos mais recentes trabalhos, o espetáculo “Jorge, o Santo Guerreiro”. A montagem faz uma linda homenagem a esse soldado romano que deixou marca na história e é adorado por milhares de pessoas pelo mundo. A transmissão comemorativa será realizada gratuitamente, às 19h, no canal de Youtube da Satura (https://www.youtube.com/channel/UCmBGn0b0L9NVRule1gnKSTQ). Essa será mais uma oportunidade para quem ainda não viu, conferir a obra de autoria e direção de Fred Justen, que permanecerá disponível na página até domingo, dia 25/4.

O espetáculo conta com roteiro que transcorre entre fatos históricos e lendas populares em uma linda homenagem a São Jorge da Capadócia. Com estilo mambembe, a montagem conta com 11 artistas no palco, sendo nove atores e dois músicos, que juntos narram a trágica vida do guerreiro, Jorge, símbolo de fé e força para a população de diversos países, de diferentes culturas. Sem cunho religioso, o espetáculo conta essa história costurada com relatos bibliográficos e fábulas, no embalo de músicas originais tocadas ao vivo e muita poesia. “Jorge, o Santo Guerreiro” convida o público a se emocionar e viajar em um enredo com toda a caracterização que o tema merece.

Em cena, os atores se dividem entre personagens e artistas saltimbancos que vão narrando a vida e o martírio de Jorge, até ele se tornar um homem santo. No palco, Fred Justen conta essa história ao lado dos atores Fernando Queiroz, Elbes das Neves, Renata Garcia, Gabriel Cândido, Christiane Carvalho, Beth Medeiros, Jéssica Leite e Vivian Dutra. Com direção musical de Nino Rhamos, no violão; percussão de João Gabriel Ribeiro e arranjos de Pedro Ribeiro, os músicos ajudam a dar o tom de cada cena. 

Lançado em 2019, em uma única apresentação presencial antes do início da pandemia, o espetáculo tem sido disponibilizado ao público, em ocasiões especiais, por meio digital. “Essa é uma das mais recentes obras e de grande valor para a companhia e acredito, para a sociedade, tendo em vista as milhares de pessoas que são devotas desse guerreiro da fé”, destacou o diretor, autor e ator, Fred Justen, reforçando que com a manutenção das medidas preventivas ao coronavírus, o meio digital está sendo, pelo segundo ano consecutivo, um caminho para levar o trabalho ao público. “Esse espetáculo foi feito para homenagear Jorge e para levar uma mensagem de amor, nesse momento tão delicado que vivemos. É com enorme satisfação que apresentamos mais uma vez esse lindo importante trabalho, que em breve poderá voltar aos palcos”, enfatiza o diretor, que ao longo do último ano, promoveu outras iniciativas para a exibição dos espetáculos do repertório da Satura por meio digital.

Com 28 anos de estrada, a Satura Companhia de Teatro tem vasto repertório teatral de montagens adultas e infantis, que já rodaram vários estados desse país. A companhia já contou com a participação de artistas renomados em supervisões para alguns espetáculos. Em 2015 a Satura foi presenteada pela lendária Elke Maravilha, que se tornou madrinha da companhia, quando na época também atuou como supervisora do espetáculo musical, Ópera Insânia. Em 2016, a atriz Rogéria foi supervisora do espetáculo Androfóbicas e em 2018, o diretor teatral Moacir Chaves se juntou à companhia para remontar o espetáculo Porão de Baleias.

Serviço

Exibição do espetáculo “Jorge, o Santo Guerreiro

Data: 23/4, às 19h (espetáculo fica disponível até o domingo,25)

Transmissão gratuita

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também

Petrópolis recebe vacinas CoronaVac e Oxford/Astrazeneca do Governo Estadual

As doses de CoronaVac são destinadas à aplicação da segunda dose do esquema vacinal pendente. O lote de Oxford/AstraZeneca também deve ser usado exclusivamente para segundas doses, mas direcionadas ao grupo de pessoas com comorbidades, pessoas com deficiência permanente e outras pendências de segundas doses para essa vacina.