Foto: Divulgação / Governo do Estado do RJ

SAMU renova frota de motolâncias com 30 novas unidades

Veículos 0km serão distribuídos estrategicamente em diferentes pontos da capital
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

O governador Cláudio Castro e o secretário de Estado de Saúde, Alexandre Chieppe, entregaram, nesta sexta-feira (10), 30 novas unidades de motolâncias ao SAMU, em cerimônia realizada no Palácio Guanabara. Os novos veículos são 0km e substituirão a frota antiga que era utilizada.

Durante o evento, o governador fez uma entrega simbólica da chave de uma das motolâncias para o secretário Alexandre Chieppe, ao lado de socorristas do SAMU. Em seu discurso, Castro ressaltou que o Governo do Estado não medirá esforços para melhorar e proteger a vida da população.

– Me orgulha quando o governo sai do trivial e daquilo que todos fazem. Nós sabemos da importância que o trabalho do SAMU tem e tudo que pudermos fazer para melhorar e trazer agilidade para todos os campos do nosso estado, faremos. A sensação de proteção que é necessária na Segurança Pública também é fundamental na Saúde – declarou o governador.

As motolâncias serão distribuídas em pontos estratégicos na cidade do Rio, de modo a diminuir ainda mais o tempo e a resposta de atendimento à população. As equipes que vão pilotar as motolâncias atuarão em duplas, compostas por um enfermeiro e um técnico de enfermagem. Atualmente o SAMU conta com 60 ambulâncias e 30 motolâncias na capital, e tem uma média mensal de 11.450 atendimentos, sendo 10.500 realizados por ambulâncias e 950 por motolâncias.

– Nós temos uma meta na Secretaria de Saúde que é ter o melhor tempo de resposta do SAMU em relação às principais capitais do Brasil. Por isso estamos com um movimento de estruturar primeiro o SAMU nos 92 municípios do estado no ano que vem. A entrega das motolâncias é um marco importante que vem ratificar o compromisso do governo e da Secretaria de levar mais atendimento móvel de urgência para salvar cada vez mais vidas – disse o secretário de Saúde, Alexandre Chieppe.

A Base Operacional do SAMU, na Lagoa, Zona Sul do Rio, foi estrategicamente definida pelo Governo do Estado para contar com uma dupla de motolâncias e uma Ambulância Avançada, tripulada por um médico. Uma nova cobertura está sendo adquirida para o local, de modo que os veículos não fiquem expostos ao tempo, e estejam de acordo com as determinações do Ministério da Saúde. Este aparato será responsável pelo atendimento da região Central e Zona Sul, que demandam cerca de 21% do atendimento de toda solicitação de socorro do SAMU, ou seja, cerca de 2500 atendimentos por mês, além de apoiar a região da Barra da Tijuca e adjacências.

Pontos com motolância na capital

Fundão; Penha; Gávea; Rio Imagem; GMAR Botafogo; GMAR Barra; IEDE JPA, Parada de Lucas, Realengo; Hospital Eduardo Rabello; Campo Grande; Lagoa; UPA Cesarão.

Mais agilidade para salvar vidas

Além do atendimento, a dupla de motolâncias posicionada na base da Lagoa atua em apoio à equipe do Programa Estadual de Transplantes, e vai funcionar, eventualmente, acompanhando os veículos que fazem o transporte de órgãos.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.