Durante essa época do ano é comum cometer alguns excessos. No entanto, no caso de pacientes com problemas cardiovasculares, é necessário ficar de olho na pressão arterial, colesterol e saúde vascular. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, 31% das mortes no mundo são causadas por doenças cardiovasculares, como o acidente vascular cerebral (AVC).

“O consumo exagerado de alimentos com alto teor de gordura, a forma de preparo dos pratos tradicionais da ceia de natal, a diminuição do consumo de água, a alteração no ritmo de sono e o aumento na ingestão de bebidas alcoólicas são algumas armadilhas que podem ameaçar a saúde”, explica o Dr. Maurício Hoshino, neurologista e Assistente da Divisão de Clínica Neurológica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

Isso porque as doenças que afetam as veias e artérias são agravadas pelo consumo exagerado de sal, gordura e álcool. Um paciente com problemas circulatórios apresenta perda de elasticidade da parede das artérias, que engrossam e dificultam a passagem do sangue. Associados a isso, os exageros podem causar o aumento da pressão arterial e a formação de placas de gordura dentro dos vasos, o que pode ocasionar problemas como a arteriosclerose, o infarto e, inclusive, o AVC.

Para aproveitar o melhor que essa época tem a oferecer, a palavra-chave é moderação. Consumir tudo aquilo que tem vontade, mas de forma consciente. Além disso, ainda é possível adaptar a preparação dos alimentos e combinar porções de legumes e vegetais. “É importante lembrar que a prática de atividade física não deve ser totalmente suspensa mesmo no período das férias. Isso porque o exercício age como um regulador direto da pressão arterial e níveis de colesterol”, ressalta o especialista.

O AVC pode ter duas causas: a interrupção do fluxo sanguíneo em uma região veia do cérebro (AVC isquêmico) ou o rompimento de um vaso nessa região (AVC hemorrágico). Independentemente disso, ele acontece repentinamente e causa a paralisia da área cerebral que ficou sem circulação sanguínea, causando a morte das células. “Os sintomas são paralisia, fraqueza, fala arrastada e visão turva. Ao menor sinal de algum deles é necessário agir rapidamente para que o diagnóstico e tratamento correto sejam feitos, evitando sequelas”, alerta Hoshino.

Dependendo do tipo de AVC diagnosticado, o paciente pode precisar passar por cirurgia ou receber medicação. Dentre as terapias disponíveis no Brasil para o tratamento da doença está a rivaroxabana (Xarelto®), um anticoagulante oral que, além de tratar, previne outros episódios.

 

Bayer: Science For A Better Life (Ciência para uma Vida Melhor)

A Bayer é uma empresa global focada em Ciências da Vida nas áreas de cuidados com a saúde humana e animal e agricultura. Seus produtos e serviços são desenvolvidos para beneficiar as pessoas e melhorar sua qualidade de vida. Além disso, a companhia objetiva criar valor por meio da inovação. A Bayer é comprometida com os princípios do desenvolvimento sustentável e com suas responsabilidades sociais e éticas como uma empresa cidadã. Em 2016, o grupo empregou cerca de 115 mil pessoas e obteve vendas de € 46.8 bilhões. Os investimentos totalizaram € 2.6 bilhões e as despesas com Pesquisa & Desenvolvimento somaram € 4.7 bilhões. Esses números incluem os negócios de polímeros de alta tecnologia, que foram lançados no mercado de ações como companhia independente nomeada Covestro, em 06 de outubro de 2015. Para mais informações, acesse www.bayer.com.br.

Fonte: Bayer