Foto: Divulgação

Rússia diz que vacina Sputnik V tem 97,6% de eficácia contra a Covid-19

A Rússia afirma que não foram diagnosticadas alergias severas em decorrência do imunizante, e que a eficácia, segurança e ausência de efeitos colaterais negativos delongo prazo foram comprovadas através de mais de 250 estudos clínicos.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

A Rússia anunciou nesta segunda-feira (19) que que o imunizante Sputnik V contra o novo Coronavírus, detém eficácia de 97,6% contra a doença após a aplicação da segunda dose.


Os números são baseados em uma análise feita com 3,8 milhões de pessoas. Do total de imunizados entre 5 de dezembro de 2020 a 31 de março de 2021, a taxa de infecção a partir do 35º dia após a primeira dose foi de apenas 0,027%.


Os cálculos e dados da eficácia da vacina serão oficialmente publicados em uma revista médica revisada por pares no mês de maio, de acordo com informações divulgadas pela fabricante do imunizante.


A Sputnik V usa dois vetores diferentes para as duas injeções em um curso de vacinação, proporcionando imunidade com uma duração mais longa do que as vacinas que usam o mesmo mecanismo de entrega para ambas as injeções, segundo a fabricante.


A Rússia afirma que não foram diagnosticadas alergias severas em decorrência do imunizante, e que a eficácia, segurança e ausência de efeitos colaterais negativos delongo prazo foram comprovadas através de mais de 250 estudos clínicos.


A vacina desenvolvida na Rússia foi aprovada para uso em 60 países e ocupa o segundo lugar entre as vacinas contra o Coronavírus em todo o mundo em termos de número de aprovações emitidas por reguladores governamentais.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.