Rua esburacada impede acesso de ônibus no Caxambu e Prefeitura nega interrupção do serviço

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Moradores da Servidão Eliza Mussel, no Caxambu, estão impedidos de utilizar do ônibus (linha 135, viação Cidade Real) que deixou de passar pela via por causa dos buracos. Os passageiros, incluindo crianças e idosos, estão sendo deixados na entrada da servidão e precisam caminhar a pé, por um trecho longo, de aproximadamente 500 metros, para chegar em suas residências.

O Sindicato das Empresas de Transportes Rodoviários de Petrópolis (Setranspetro) informa que a empresa Cidade Real não está cumprindo seu itinerário até o ponto final por conta das condições precárias da via. “A Cidade Real informa que a linha 135 – Caxambu Luzitano não está cumprindo seu itinerário até o ponto final, por conta das condições precárias da via. Com excesso de buracos e falta de pavimentação, a empresa foi obrigada a impedir a circulação do veículo até o ponto final, visto que o problema provoca insegurança para os passageiros e resulta em danos e quebras graves dos veículos”, diz a nota enviada pelo Setranspetro.

Com isso, desde a tarde do último domingo, o ônibus está parando 500 metros antes de seu destino. A empresa já entrou em contato com a CPTrans solicitando melhorias para a localidade. A Cidade Real aguarda a solução do problema para que a linha volte a circular normalmente”, conclui o Sindicato.

A Prefeitura de Petrópolis, contrariando a denuncia sobre as condições de manutenção da via, informa que a linha de ônibus não está deixando de cumprir seu itinerário. Ela afirma que o ônibus parou de circular por causa de um caminhão quebrado, mas que a linha voltou a circular normalmente por volta das 14h. “A linha 135 teve a circulação afetada por um caminhão quebrado, mas voltou a operar normalmente por volta de 14h desta terça-feira (02.04)”, diz a Prefeitura.

Sobre a falta de manutenção viária, a Prefeitura diz que tem realizado obras no bairro Caxambu. “O Caxambu recebeu diversas obras após a chuva de um ano atrás, como construção de muros de contenção, limpeza de córregos, desobstrução de galerias de águas pluviais, limpeza de via, construção de talude projetado e sistema de drenagem em locais como Três Pedras, Rua José Almeida Amado, Santa Isabel, Rua Aurélio Pires e Mata Banco”.

O bairro também recebeu melhorias nos acessos, com calçamento refeito em quase 1 km, e ruas como João Caetano, Bartolomeu Sodré, Francisco Peixoto da Costa, Estrada do Caxambu e Santa Isabel foram atendidas com melhorias de manutenção viária desde o ano passado. A Secretaria de Obras já incluiu a Rua Eliza Mussel na programação para receber o serviço de manutenção viária”, complementa a Prefeitura.

Apesar das constantes reclamações que o Giro Serra tem recebido dos seguidores sobre a falta de manutenção viária, a Prefeitura afirma que está mantendo o serviço nas vias da cidade. “A prefeitura mantém serviço permanente de manutenção viária com cronograma que contempla ações em vias dos cinco distritos. Nesta terça-feira (02.04), por exemplo, as equipes atuam na Rua Rodolfo Bruno e Rua Braz Rossi (entorno da Praça de Nogueira), em Nogueira; Rua Gregório Cruzick, no Bela Vista; Rua Mosela, na Mosela; Rua Henrique Cunha e Rua Luiz Winter, no Duarte da Silveira”.

E enfatiza: “Em três meses deste ano, a Secretaria de Obras realizou a manutenção viária em 86 ruas de 29 bairros (Alto da Serra, Araras, Bairro Esperança, Bela Vista Bingen, Carangola, Castelânea, Caxambu, Centro, Chácara Flora, Corrêas, Duarte da Silveira, Estrada da Saudade, Independência, Itaipava, Meio da Serra, Morin, Mosela, Nogueira, Quarteirão Brasileiro, Quitandinha, Retiro, Roseiral, Samambaia, Santa Mônica, Sargento Boening, Siméria, Valparaíso e Vila Felipe)”.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.