Romance de estreia de Carla Madeira, “Tudo é rio” é o livro de novembro do Leia Mulheres

O encontro acontecerá a partir das 19h pelo aplicativo Google Meet.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Na próxima quarta-feira, dia 3 de novembro, o clube de leitura Leia Mulheres Petrópolis vai debater o livro de estreia da jornalista e escritora mineira Carla Madeira: “Tudo é rio”. O romance – que apresenta uma narrativa sensível e, ao mesmo tempo, madura – conta a história do casal Dalva e Venâncio, que após passarem por uma perda trágica, se envolvem com a prostituta Lucy, formando um triângulo amoroso.  

O encontro acontecerá a partir das 19h pelo aplicativo Google Meet. A mediação será realizada por Linda Feitoza e Drica Madeira.  Os interessados em participar devem solicitar o link do evento por meio das redes sociais – Leia Mulheres Petrópolis no Instagram e  grupo Leia Mulheres Petrópolis-RJ no Facebook.   

Saiba mais sobre o Leia Mulheres

Toda primeira quarta-feira do mês, o projeto Leia Mulheres debate e divulga um livro escrito por uma mulher. O clube de leitura nasceu quando Juliana Gomes, Juliana Leuenroth e Michelle Henriques resolveram colocar em prática o projeto da escritora britânica Joanna Walsh, que propôs o #readwomen2014 (#leiamulheres2014), com o objetivo de dar mais visibilidade aos livros escritos por mulheres, que ainda enfrentam mais barreiras no mercado editorial. Em 2015, nasceu o projeto no Brasil a partir de clubes de leitura que focam em obras escritas por mulheres, de clássicas a contemporâneas.    

O Cefet/RJ campus Petrópolis é parceiro do Coletivo Leia Mulheres por meio de sua Biblioteca e do Núcleo de Estudos em Educação e Linguagem (NELINE) e a partir do projeto de extensão “Leia Mulheres: mediação de leitura”.    

OBS.: A presença nos encontros não está condicionada à leitura do livro, uma vez que o projeto busca também a divulgação da obra, o estímulo à troca de ideias e o encontro entre pessoas com interesses comuns.   

Fonte: Divulgação

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.