Fotos: Divulgação

Rock The Mountain anuncia programação do palco Coreto Petrópolis

Espaço é voltado para apresentação de artistas locais dentro do festival. Evento será nos dias 5 e 6 e 12 e 13 de novembro no Parque de Itaipava
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

O Rock The Mountain divulgou nesta sexta-feira (30) a programação do palco Coreto Petrópolis, um espaço voltado para apresentação de artistas da cidade e que fica bem pertinho do público, na entrada do festival. O RTM será nos dias 5 e 6 e 12 e 13 de novembro no Parque de Itaipava.

Nos sábados (5 e 12) vão se apresentar no Coreto: Mabi, Taruíra, Forró do Aguinaldo, Metabrisa e Trixma. Já nos domingos (6 e 13), se apresentam: Duas em Ponto, Clube da Montanha, Manteiga de Cacau e Home Grow. Os ingressos para o festival estão esgotados e a expectativa é de que 80 mil pessoas passem pelo evento nos dois finais de semana.

Para Ricardo Brautigam, idealizador do RTM, o Coreto Petrópolis é uma oportunidade para que pessoas de diferentes regiões do país conheçam a música que é produzida por bandas da cidade. “É uma maneira de divulgar a produção e o talento desses artistas locais para espectadores do Brasil inteiro”, diz.

A programação do palco Coreto, que está em sua segunda edição dentro do RTM, é organizada pela produtora Maracutaia. Segundo o publicitário, Rafael Eckhardt, a ideia é promover a mistura e a coragem criativa, que vai da erudição à experimentação, do Chorinho ao Indie, do Rap ao Forró. “O coreto é um palco diverso e regional. Para chegar, são duas regras: ouvir o novo e amar o próximo”, afirma.

Produtora da Maracutaia, Ana Puglia diz que independente do estilo musical de cada um, o palco Coreto Petrópolis é o ponto de encontro do RTM. “Localizado no coração do festival, o palco traz a união entre a diversidade da música petropolitana mesclando músicos já conhecidos e admirados com novos talentos para ficarmos de olho”, revela.

Breno Morais é integrante do grupo Taruíra de Petrópolis – que completa 20 anos em dezembro e que está na programação do Coreto Petrópolis. Ele destaca que o RTM é de muita importância para a cidade e ressalta que é fundamental a abertura desse espaço para valorizar os artistas locais. “Para nós, foi muito importante esse convite, fazer parte do festival é uma coisa muito legal por integrar uma programação tão rica”, comenta.

Saiba mais sobre as bandas

Duas em ponto

Duas em Ponto – Foto: Divulgação

O grupo é composto por Bárbara Paiva e Jéssica Fones, ambas de Petrópolis. O repertório é composto por músicas de autoria própria e covers de diversos estilos: MPB, pop rock nacional e internacional, samba raiz, anos 80, pagode, sertanejo e bossa nova, trazendo versões irreverentes e uma diversidade sonora que conquista todas as faixas etárias e explora todos os gêneros musicais.

No Instagram: @duasemponto

Trixma

Trixma – Foto: Divulgação

Trixma é uma boyband composta por Pablo Reizinger, Junior Stutzel e Lucas Oliveira, cantores e bailarinos conterrâneos. Tendo como público principal a comunidade LGBTQIA+, a banda fala sobre empoderamento, orgulho e valorização do público queer em uma apresentação cheia de coreografia e energia. Apesar de se inspirarem em artistas do nicho pop, a banda traz uma proposta de pop rock fundida aos moldes do Kpop.  As principais inspirações da banda são nomes como GloriaGroove, Luísa Sonza, Ashnikko, Kim Petras, Urias, Carol Biazin e Grag Queen. 

No Instagram: @otrixma

Metabrisa

Metabrisa – Foto: Divulgação

Formada em 2015 sob a alcunha de Irmãos Jungstedt, a Metabrisa é o atual estado das imorríveis colaborações entre os irmãos André e Guilherme Jungstedt. A música é rock eletrônico experimental e é talhada por sintetizadores, programações e guitarreiragens sincronizadas, mesclando o orgânico e o sintético em camadas sonoras que a configuração possibilita. Apesar de se apresentar regularmente em casas de diferentes cidades, o formato preferido para performances ao vivo são gigs pop-up nas ruas.

No Instagram: @metabrisa

Home Grow

Home Grow – Foto: Divulgação

Com mais de 20 MCs e mais de 50 artistas e produtores envolvidos nos lançamentos dos canais da produtora, o grupo atingiu mais de 100 mil visualizações no Youtube e mais de 60 mil plays nas plataformas de streaming. A mistura dos estilos próprios de cada MC da Home Grow leva mais diversidade para as músicas da produtora, proporcionando um show empolgante com muita musicalidade e cheio de papo reto. 

No Instagram: @homegrowstudio

Taruíra

Taruira – Foto: Divulgação

Taruira nasceu em Petrópolis e, nesse ano de 2022, completará 20 anos de história. Formado por Breno Morais (sax e flauta), Carlos Watkins (sax), João Felippe (guitarra baiana), Zé Roberto (violão de 7 cordas e arranjos) e Yuri Garrido (bateria), o grupo tem um repertório que parte das músicas autorais e chega a releituras de grandes clássicos do choro, jazz, rock, mpb e samba. Além de releituras e resgates, o grupo traz arranjos enérgicos, fusões e mashups para temas já conhecidos do grande público. Taruira é instrumental, contemporâneo e o mais importante… Taruira é do baile.

No Instagram: @taruirainstrumental

Mabi

Mabi – Foto: Divulgação

Aos 20 anos, Mabi é uma artista petropolitana que teve o início do contato com a música por meio do coral das Meninas Cantoras e Princesas Cantoras de Petrópolis.

Suas influências se encontram no Pop e no MPB, tanto antigo quanto contemporâneo, com inspiração em Elis Regina, Adele, Beyoncé e Billie Eilish. Parte do seu repertório inclui artistas como Chico César, Marisa Monte e Adriana Calcanhotto. Trazendo músicas que remetem a bons momentos, traz artistas mais contemporâneas, como Liniker, Céu e Anitta! 

No Instagram: @artistamabi

Forró do Aguinaldo

Guido Martini – Foto: Divulgação

O projeto nasceu em 2022, com autoria de Guido Martini, músico nascido em Petrópolis. A ideia é retomar toda uma experiência adquirida ao longo da carreira e arriscar novas “levadas” e “estéticas” dentro do estilo, além de propor uma instrumentação mais elétrica e urbana, com: bateria, baixo e guitarra, somados, é claro, a marca de sua personalidade extrovertida e carismática e seu toque musical principal: o seu violão.

No Instagram: @guido.martini

Clube da Montanha

Clube da Montanha – Foto: Divulgação

O projeto foi materializado a partir da união afetiva e musical de amigos que decidiram unir a força criativa à força do trabalho, para consolidar uma banda de rock alternativo, de traços autênticos, levadas do new wave oitentista, do neo soul, do reggae e claro, umas doses inseguras de psicodelia em meio ao caldeirão de miscigenações culturais que se homogeneizam num estilo único, inspirado numa diversidade de referências da música popular. Com Filipe Marquês no baixo, Lucca Zappala na bateria, Pedro Goralski nos sintetizadores, Daniel Quaresma na guitarra e Luka Marques no vocal, contando com participações ilustríssimas de Bruno Castro nas percussões e Henrique pinto como letrista, o grupo trabalha suas obras, valorizando a individualidade de cada integrante e criando uma identidade coletiva baseada em diferentes concepções de música e de mundo que se evidenciam na relação.

No Instagram: Clube da Montanha

Manteiga de Cacau

Gustavo Gastão – Foto: Divulgação

Sem definições muito claras de gênero musical, Manteiga de Cacau é um baile dançante com uma mistura temperada entre diferentes elementos da música nacional, latina e internacional. Dirigido pelo músico Gustavo Gastão, o projeto faz um balanço entre um conceito hiper tecnológico e neo-vintage

No Instagram: @osomdamanteigadecacau

Veja os horários dos shows no Coreto Petrópolis

Sábados (5 e 12)

14h – Mabi

16h15 – Taruíra

18h30 – Forró do Aguinaldo

20h45 – Metabrisa

23h – Trixma

Domingos (6 e 13)

14h – Duas em Ponto

16h15 – Clube da Montanha

18h-30 – Manteiga de Cacau

20h45 – Home Grow

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.