Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

RJ: indicadores da covid-19 seguem em queda pela sexta semana seguida

Os dados são oficiais, divulgados pelo Governo Federal.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Pela sexta semana consecutiva, todos os indicadores precoces da covid-19 estão com tendência de queda no estado do Rio de Janeiro. É o que mostra a edição semanal do Panorama Covid-19, divulgada hoje (5) pela Secretaria de Estado de Saúde. A análise considera dados de 25 a 31 de julho, nos 92 municípios do estado.

Os atendimentos de casos de síndrome gripal nas unidades de Pronto Atendimento (UPAs) da rede estadual caíram 32% em relação à semana anterior, apresentando a menor média diária dos últimos dois meses.

No período de 18 a 14 de julho, a média diária de atendimentos nas UPAs foi de 315, sendo 156 de adultos. Já na semana de 25 a 31 de julho, a média diária foi de 212 atendimentos, sendo 156 de adultos.

“O estado segue apresentando redução em todos os indicadores precoces da covid-19. Isto representa um cenário de queda sustentada da doença. Mesmo diante dessa melhora, reforçamos a importância de a população não abandonar a imunização e retornar aos postos para completar o esquema vacinal e receber a dose de reforço”, disse o secretário de Estado de Saúde, Alexandre Chieppe.

As taxas de positividade de antígeno e RT-PCR mantêm a tendência de redução. Entre os dias 25 e 31 de julho, foram realizados em média 3,8 mil testes de antígeno por dia, sendo a positividade de 10%. Em relação ao RT-PCR, estão sendo analisados em média 400 exames por dia, com positividade de 7%. Na semana de 18 a 24 de julho, a positividade dos testes de antígeno estava em 13% e a dos exames de RT-PCR, em 10,2%.

Para consultar o número de internações, óbitos e taxa de cobertura vacinal, basta acessar o Painel de Monitoramento da Covid-19.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.