Rio registra recorde de calor com sensação térmica de 43,8 graus neste sábado

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Com os últimos dias marcados por uma intensa onda de calor, o Rio registrou recorde de temperatura máxima na tarde deste sábado. Na estação Santa Cruz, Zona Oeste da cidade, os termômetros marcaram 40,3 graus às 14h30, com sensação térmica de 43,8 graus, segundo medições do Sistema Alerta Rio. Mais cedo, porém, a previsão pelo Climatempo era de que os termômetros atingiriam os 40 graus na segunda-feira, pela primeira vez no ano.

Devido ao calor, ainda há possibilidade de pancadas de chuva rápidas e isoladas no fim da tarde e início da noite deste sábado.

De acordo com o Alerta Rio, um sistema de alta pressão influenciou as condições de tempo na cidade ao longo deste sábado. O dia ficou com poucas nuvens no céu e não houve registro de chuva em nenhum ponto da cidade. O órgão da prefeitura informou, ainda, que os ventos ficaram com intensidade fraca a moderada e as temperaturas permaneceram elevadas, porém estáveis em relação ao dia anterior. A temperatura mínima 21,8 graus foi registrada às 6h na estação Alto da Boa Vista.

Segundo o Climatempo, este está sendo o maior período de dias consecutivos com calor extremo na cidade do Rio, com temperaturas acima dos 37 graus. A sequência de dias mais quentes anterior a esta ocorreu nos dias 10, 11 e 12 de fevereiro, sendo que no dia 13 daquele mês os termômetros baixaram para 34 graus.

Neste fim de semana, ainda segundo o Climatempo, todo o estado do Rio de Janeiro fica muito quente e com sol forte. A previsão é de pouca chance de chuva. E o mar deve seguir com pouca ou nenhuma onda, como já está neste sábado. Os surfistas podem não gostar muito, mas os banhistas, que lotam as praias do estado desde cedo, estão adorando.

Fonte: EXTRA

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Museu da Justiça reabre com exposição sobre epidemias no Rio de Janeiro

A mostra relembra e conta as principais epidemias e desafios da saúde pública na cidade do Rio, desde a época colonial até os dias atuais, a partir de documentos judiciais, dados, fotos, charges e notícias de cada época, elaboradas e pesquisadas pela equipe museológica da Diretoria-Geral de Comunicação e de Difusão do Conhecimento (DGCOM) do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ).

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.