© REUTERS/Dado Ruvic/Direitos Reservados

Rio recebe vacinas da Pfizer e volta a vacinar grávidas com comorbidades

A segunda dose deve ser aplicada depois de 12 semanas.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

O município do Rio de Janeiro retoma hoje (12) a imunização contra covid-19 para o grupo de gestantes e puérperas com comorbidade, após receber, na noite de ontem, 50.310 doses da vacina da Pfizer/BioNTech, distribuídas pelo Ministério da Saúde. Foram destinadas ao estado nesta remessa um total de 99.450 doses.

Após orientação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o ministério suspendeu a vacinação com o imunizante da Oxford/AstraZeneca das gestantes e mulheres que tiveram filho há menos de 8 semanas. Na atual fase do Programa Nacional de Imunização (PNI), recebem a primeira dose as pessoas com comorbidades e pessoas com deficiência permanente.

Como a logística de distribuição do imunizante da fabricante norte-americana exige o armazenamento a temperaturas ultra-frias, de -20°C, o ministério recomenda que a distribuição das vacinas da Pfizer/BioNTech seja restrita às capitais dos estados. A segunda dose deve ser aplicada depois de 12 semanas.

O PNI não definiu o protocolo para o caso das gestantes e puérperas que tomaram a primeira dose da Oxford/AstraZeneca e deve divulgar uma nota técnica até o fim desta semana. Enquanto isso, a orientação é que elas não recebam a segunda dose. A suspensão ocorreu após a morte de uma gestante que recebeu o imunizante e teve trombose. Porém, a relação causal ainda não foi confirmada e o caso está em acompanhamento.

CoronaVac

A Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro informou que o estoque da CoronaVac, fabricada pelo Instituto Butantan a partir de insumos enviados pela China, são o suficiente para garantir a aplicação da segunda dose apenas hoje, nas pessoas com 66 anos ou mais. Caso não chegue uma nova remessa, o calendário a partir de amanhã, para pessoas com 65 e 64 anos, terá que ser suspenso.

Fonte: Agência Brasil

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.