Rio de Janeiro deverá ser o primeiro estado a adotar a placa do Mercosul no Brasil

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

O Rio de Janeiro deverá ser o primeiro estado brasileiro a adotar a placa de automóveis unificada para os países do Mercosul. O acordo foi acertado entre o presidente do Detran, Leonardo Jacob, e o diretor do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), Maurício Alves, em reunião no Rio.

Atualmente, apenas a Argentina implantou o modelo. As novas placas serão formadas por uma combinação alfanumérica com quatro letras e três números pretos sobre um fundo branco. No alto, haverá uma faixa azul com o símbolo do Mercosul, o nome e a bandeira do país. Também serão incluídos os símbolos do estado e da cidade onde o veículo estiver registrado, bem como um código de barras bidimensional (QR code) e um microchip que substituirão os lacres usados no Brasil.

Nesta sexta-feira, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) publicou no Diário Oficial da União as regras de credenciamento para as empresas que irão confeccioná-las, fixando prazo até 1º de dezembro deste ano para que a frota brasileira comece a adotar o modelo. De acordo com o Contran, o emplacamento será feito gradualmente, iniciando-se por automóveis 0km e os que passarem por transferência de propriedade ou de município de registro, além daqueles que precisarem substituir as placas.

— Viemos tratar da implantação das novas placas e pretendemos que o Rio de Janeiro seja o primeiro estado a adotá-la, pela sua importância e sua posição de vanguarda no país — explicou o diretor do Denatran, após o encontro, na última terça-feira.

— Queremos liderar esse processo porque somos o único estado a realizar a vistoria obrigatória, o que facilita o processo, porque os proprietários já tazem seus veículos todo ano para a nossa inspeção. Isso torna tudo mais ágil e rápido. Então, vamos aguardar o Denatran credenciar as empresas responsáveis pela produção das placas em todo o país para que possamos abrir licitação para contratação da nossa fornecedora — completou o presidente do Detran.

Fonte: Prefeitura de Petrópolis

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.