Foto: Divulgação/Cremerj

Rio começa amanhã vacinação contra covid-19 para público em geral

Meta é imunizar 4,7 milhões de pessoas até outubro.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

O município do Rio de Janeiro começa amanhã (31) uma nova etapa de vacinação contra a covid-19. Dessa vez, é para o público em geral. A meta é imunizar 4,7 milhões de pessoas até outubro. O secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, vai acompanhar o início da vacinação na Clínica da Família Estácio de Sá, no Rio Comprido, zona norte do Rio, às 7h30. Quem quiser mais informações sobre o calendário e pontos de vacinação pode consultar o site coronavírus.rio/vacina.

De acordo com o calendário, que segue escalonamento por idade, no primeiro dia serão vacinadas as mulheres de 59 anos. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) espera alcançar em cinco meses toda a população adulta carioca, terminando a vacinação no dia 23 de outubro com a repescagem para pessoas de 18 anos ou mais. “Até 23 de outubro, a meta é que 90% de quem tiver 18 anos ou mais esteja vacinado contra a covid-19, representando 4,7 milhões de pessoas, ou ainda 75% da população total”, informou.

Primeira etapa

Segundo a SMS, na primeira etapa da vacinação mais de 3,1 milhões de doses contra covid-19 foram aplicadas e 2,1 milhões de pessoas receberam a primeira dose, representando 40% do público-alvo de toda a campanha. “Com isso, o município do Rio desponta como a segunda cidade que mais vacinou em todo o país”, indicou a secretaria.

Para o secretário Daniel Soranz, a capilaridade da rede de Atenção Primária, somada aos pontos de vacinação extra, permite a proximidade com a população, facilitando o acesso à vacina. “Isso fez toda a diferença. Vacinamos de segunda a sábado, em 270 pontos por toda a cidade, com maior conforto e menor tempo de espera em fila. Com isso, alcançamos uma média de 30 mil doses aplicadas diariamente”, disse.

A SMS destacou que quem já tomou a primeira dose (D1) da vacina deve ficar atento ao prazo de retorno para tomar a segunda (D2), porque somente com o esquema vacinal completo é possível garantir a eficácia da imunização. “Essa data é anotada a lápis no comprovante de vacinação da D1. Se estiver com D2 em atraso, a pessoa deve retornar ao local de vacinação onde tomou a D1 o quanto antes para completar a proteção contra a covid-19” orientou a pasta.

Fonte: Agência Brasil

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Faetec: inscrição está aberta para profissional bolsista e outros cursos

Os interessados em realizar um curso profissionalizante podem se candidatar ao edital Qualificação Profissional (voltado para quem possui, no mínimo, Ensino Fundamental incompleto), ou ao edital de Técnico de Nível Médio (destinado para quem está no ato da matrícula cursando o segundo ou terceiro ano do Ensino Médio).

Comentários estão fechados.