Foto: Divulgação/Merck

Remédio contra Covid reduz 50% internações e mortes

O antiviral chamado Molnupiravir foi testado em pacientes adultos que apresentavam sintomas leves e moderados do coronavírus.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Um remédio contra a Covid-19, desenvolvido pela farmacêutica Merck, mostrou eficácia de quase 50% em riscos de internações e mortes pela doença, após testes.

O antiviral chamado Molnupiravir foi testado em pacientes adultos que apresentavam sintomas leves e moderados do coronavírus.

A Merck anunciou os resultados do estudo na última sexta-feira (1º), que ainda apontaram que apenas 7,3% dos pacientes que utilizaram o medicamento foram internados ou morreram.

A farmacêutica pretende emitir um pedido de Autorização de Uso emergencial ao Food and Drug Administration (FDA, a Anvisa dos EUA) “o mais rápido possível”.

O comprimido foi desenvolvido pela Merck em parceira Ridgeback Biotherapeu.

Os antivirais atuam evitando que o vírus se replique e podem ser usados em duas situações: para permitir que as pessoas que já sofrem da doença não evoluam para o quadro grave. Também é utilizado para evitar que os que tiveram contato próximo com o vírus não desenvolvam a doença.

Outros antivirais

O tratamento com comprimidos por via oral, de fácil administração, é aguardado com grande expectativa e visto como uma forma eficaz de combater a pandemia.

Mas de forma geral os antivirais não têm apresentado resultados convincentes contra a covid-19.

Vários laboratórios estão investindo em sua pesquisa, como o Atea Pharmaceuticals, também nos EUA, e o suíço Roche, que estão avaliando a eficácia de um tratamento similar, chamado de AT-527.

Já a Pfizer, que desenvolveu uma das vacinas mais utilizadas contra a covid, anunciou na segunda-feira (27) que estava iniciando os testes clínicos em grande escala de seu próprio antiviral.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.