Reforma da União e Indústria: asfaltamento começa nesta terça

A reforma da Estrada União e Indústria entra em uma nova fase nesta terça-feira (04/08): o asfaltamento da pista. O primeiro trecho que terá nova pavimentação vai do início da Av. Barão do Rio Branco (encontro com a Rua 13 de Maio) até a delegacia do Retiro. O trabalho nesse trecho vai se estender até o início de setembro e vai ocorrer entre 7h e 17h. Esse serviço – que é de responsabilidade do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes – vai provocar alterações no trânsito da região e a orientação é que os motoristas trafeguem, preferencialmente, por Itamarati e Quissamã.

“A reforma da União e Indústria foi uma luta enorme desde o início do nosso governo, indo à Brasília diversas vezes, articulando com o Dnit. E ela virou realidade há um mês e meio. Agora, o trabalho entra em um momento importante e extremamente aguardado por toda a população, que é o asfalto novo. Sabemos que esse momento vai trazer um pouco de transtorno para o motorista, mas essa é uma obra que vai trazer imensos benefícios para os petropolitanos, vai ter um impacto positivo muito grande em toda cidade, vai ajudar a impulsionar nossa economia e também será fundamental para reduzir os acidentes de trânsito”, ressalta o prefeito Bernardo Rossi.

O trabalho que começa nesta terça será a fresagem (remoção do asfalto antigo) e aplicação do novo material próximo da ponte em frente à Casa Barão de Mauá. Por isso, a circulação de veículos em direção ao Centro será bloqueada no trecho.

A Rua Padre Siqueira terá sentido invertido e o motorista terá que fazer o contorno na Praça da Liberdade para acessar o Centro Histórico – quem estiver na Rua Roberto Silveira não vai poder trafegar pela Padre Siqueira.

As linhas de ônibus que passam pela Rua 13 de Maio (sentido Centro Histórico) farão um desvio pelas ruas Alfredo Pachá, Roberto Silveira e Av. Koeler, até acessarem a Rua da Imperatriz e seguirem pelo itinerário normal.

Para ir em direção ao Retiro e aos bairros, é possível trafegar pela Rua 13 de Maio e seguir pela Barão do Rio Branco – isso vale tanto para veículos individuais quanto para as linhas de ônibus.

Para os motoristas que precisam se deslocar entre o Centro e Corrêas ou Itaipava, a recomendação da CPTrans é para que usem, preferencialmente, a região de Cascatinha, Itamarati e Quissamã.

“Nós vamos ter sinalização na saída da Rua Raul de Leoni (rua atrás da Catedral São Pedro de Alcântara) e na rotatória da Av. Ipiranga orientando o fluxo para o Quissamã para as pessoas que estão deixando o Centro. Já para quem vem de Itaipava, de Corrêas, a orientação é entrar pela Ponte Branca e vir por dentro até o Centro”, explica o diretor-presidente da CPTrans, Jairo Cunha.

Desde o dia 16 de junho, a empresa Santa Luzia Engenharia, contratada pelo Dnit para executar a reforma da Estrada União e Indústria, realiza intervenções no sistema de drenagem da pista – nesta segunda, por exemplo, o serviço aconteceu próximo do Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) do Retiro. Esse trabalho é feito para melhorar o escoamento da água de chuva, o que será fundamental para manter a conservação da pista e vai continuar simultaneamente à colocação do novo asfalto, agora indo até a entrada do Roseiral.

Antes da pandemia, a União e Indústria registrava movimento de 100 mil pessoas por dia, o que reforça a importância dessa obra. Todo trecho desde até Pedro do Rio, com quase 25 km de extensão, será totalmente reformado. Além da pavimentação e da drenagem, também estão previstos outros pontos ao longo do trabalho, como intervenções em calçadas, baias de ônibus, sinalização, entre outros. Em trecho já nos distritos, estão previstas 10 obras de contenção, que podem ser feitas simultaneamente à pavimentação no trecho mais próximo ao Centro.

A prefeitura tem projetos para melhorar a mobilidade urbana e o trânsito na entrada do Carangola, Corrêas, Bonsucesso e Itaipava e busca alinhar junto ao Dnit para poder executar essas intervenções junto ao cronograma da reforma.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também