Após a Globo sinalizar que pretende recontratar Fábio Porchat, a Record correu para tentar fazê-lo mudar de decisão e seguir na emissora até o fim de 2019. Ofereceu um vultuoso reajuste contratual para tentar reter o talento.

Porchat informou oficialmente à Record, em 30 de setembro, que vai sair da emissora no dia 31 de dezembro. Uma cláusula contratual permite que o apresentador quebre o contrato antes do término, que seria em dezembro do próximo ano.

A Record tenta convencer Porchat de não deixar a emissora, não cobrando por índices de audiência, e continua lhe dando a liberdade de trabalhar na TV paga, inclusive em canais da Globosat. Para a emissora Porchat representa um diferencial na grade de programação.

Para Porchat o programa não decola na grade da Record, no horário atual, já que tem sido terceiro colocado na audiência desde a estreia. Apesar de Porchat deixar aberta a possibilidade de voltar a conversar com a Record, ele está inclinado a manter a decisão de sair da emissora.