Receita Federal, Ministério Público Federal e Polícia combatem esquema de fraude em compensações no estado de São Paulo

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

A Receita Federal, a Polícia Federal e o Ministério Público Federal deflagraram nesta segunda-feira (11/12) a OPERAÇÃO BAIXO AUGUSTA, desdobramento da Operação Lava Jato, que visa a apurar esquema de fraude em compensações do grupo JBS.

A investigação partiu do acordo de colaboração premiada firmado entre executivos da JBS e o MPF. De acordo com as investigações as empresas realizaram pagamento para facilitar a compensação de crédito tributários federais.

Pelos serviços, teria sido acordado pagamento de 8% sobre os valores dos créditos homologados, totalizando R$ 160 milhões de 2004 a 2015. Parte do valor teria sido repassado a agentes públicos.

O total de créditos homologados gira em torno de R$ 2 bilhões e os mesmos serão revisados pela Receita Federal.

Dentre os investigados estão empresas prestadoras de serviço e seus representantes, além de um agente público federal.

Estão sendo cumpridos nos municípios de Campos do Jordão, Caraguatatuba, Lins, Cotia e São Paulo, 14 mandados de busca e apreensão. Participam das ações 21 auditores-fiscais e 8 analistas-tributários da Receita Federal do Brasil, além de 65 policiais federais e representantes do Ministério Público Federal.

É prioridade institucional da Receita Federal analisar pedidos de direito creditório (ressarcimento, restituição e compensação), com ações de inteligência, para apurar fraudes e sonegação de tributos.

As fraudes relacionadas com pedidos indevidos de crédito para a RF acarretam um prejuízo de dezenas de bilhões de reais para a União.

 

Fonte: Receita Federal

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.