Pexels

Receita Federal em Minas Gerais arrecada 9,6 bilhões de reais em junho de 2022

Valor representa acréscimo (IPCA) de 8,06 % em relação ao mesmo período de 2021
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

A arrecadação total das Receitas Administradas pela RFB na 6ª Região Fiscal atingiu, em junho de 2022, o valor de 9 bilhões e 696 milhões de reais, registrando acréscimo de 20,90% em termos nominais e de 8,06% em termos reais (IPCA) em relação a junho de 2021. No período acumulado de janeiro a junho de 2022, a arrecadação alcançou o valor de 62 bilhões e 464 milhões de reais, representando um acréscimo nominal de 19,43% e real de 7,34% em relação ao mesmo período de 2021, conforme tabela a seguir:

Os maiores aumentos de arrecadação em junho de 2022 comparado com junho de 2021 foram os relacionados à Contribuição Previdenciária, à Cofins e ao IRPF-Rendimentos do Trabalho. No período acumulado de janeiro a junho de 2022, em relação ao acumulado no mesmo período de 2021, os maiores aumentos de arrecadação foram os relacionados à Contribuição Previdenciária, ao IRPJ e à CSLL. O Imposto sobre a Importação e o IPI-Vinculado à Importação apresentaram as maiores quedas no período acumulado de janeiro a junho de 2022 em relação ao acumulado em 2021. 

No mês de junho de 2022 foi verificado um aumento de 82,7 milhões de reais dos débitos compensados na região em relação a junho de 2021, ou seja, um acréscimo de 8,2% em termos nominais e um decréscimo de 3,3% em termos reais (IPCA). Considerando o período acumulado de janeiro a junho de 2022 em relação ao mesmo período do ano anterior, o aumento nominal dos débitos compensados foi de 9,9%. 

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.