A Receita Federal e a Polícia Civil do Paraná – Núcleo de Repressão a Crimes Econômicos (Nurce) deflagraram hoje, 20/09, em quatro estados do Brasil, a Operação Sem Filtro. Estão sendo cumpridos 35 mandados judiciais.O alvo da ação é uma mega quadrilha de falsificação de cigarros com atuação em todo o país.

 A operação está sendo realizada em 10 cidades de quatro estados: Minas Gerais, Paraná, São Paulo e Bahia. Participam 31 servidores da Receita Federal e cerca de 100 policiais civis que cumprem 16 mandados de prisão e 19 de Busca e Apreensão, todos expedidos pela Justiça de Londrina. Um dos mandados de prisão é contra um cantor de uma dupla sertaneja. Entre os alvos de Busca e Apreensão estão duas fábricas de cigarro, gráficas utilizadas pela quadrilha na atividade criminosa,  residências dos investigados e uma empresa usada para lavagem de dinheiro.

 Foi pedido o sequestro de R$ 6,5 milhões dos bens da pessoa apontada como chefe da quadrilha e de 19 veículos utilizados pela organização criminosa – entre eles, um ônibus que era usado pela dupla sertaneja. A Justiça ainda determinou o bloqueio de seis contas bancárias, duas delas pertencentes às empresas.

 Os investigados vão responder pelos crimes contra a saúde pública, organização criminosa e lavagem de dinheiro. Suspeita-se que os cigarros falsificados são revendidos e consumidos em dezenas de estados do país.