Divulgação / Governo do Estado RJ

Receita Estadual do Rio promove operação contra sonegação fiscal no setor de cigarros

Ação teve o apoio das secretarias de Fazenda de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul e da Polícia Rodoviária Federal
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

A Secretaria de Estado de Fazenda do Rio de Janeiro (Sefaz-RJ) promoveu, nesta sexta-feira (05), a Operação Ar Puro. Essa é a primeira ação conjunta de combate à sonegação do Fisco fluminense neste ano, contando com a parceria da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e das secretarias estaduais de Fazenda de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul. O objetivo é desmontar um esquema de sonegação fiscal no setor de cigarros estimada em R$ 200 milhões.

Após algumas fiscalizações em distribuidoras do produto, a Receita Estadual do Rio de Janeiro constatou que as empresas investigadas simulavam a existência de intermediários e até subfaturavam o valor dos cigarros nas notas fiscais para pagar menos ICMS por Substituição Tributária (ST), sistema pelo qual um único setor é responsável pelo recolhimento do ICMS de toda uma cadeia produtiva.

No Estado do Rio, os alvos, localizados na capital e em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, foram uma fábrica de cigarros e dois distribuidores. Empresas que distribuem o produto em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul foram vistoriadas por Auditores Fiscais daqueles estados.

– Um dos procedimentos adotados nesta operação foi levantar os estoques de todos os estabelecimentos vistoriados – diz o Superintendente de Fiscalização da Sefaz-RJ, Almir Machado, destacando a importância das operações em conjunto com outros órgãos: – Esse tipo de trabalho amplia a nossa atuação e fecha ainda mais o cerco contra a sonegação. No fim do ano passado, por exemplo, firmamos um acordo de cooperação técnica com a Polícia Rodoviária Federal que prevê o intercâmbio de informações, dados, tecnologia, capacitação e apoio logístico.

A Operação Ar Puro faz parte do programa “Na Mira da Receita Estadual”, lançado em setembro de 2020. O programa visa melhorar a arrecadação estadual sem aumento da carga tributária, fortalecendo o combate à sonegação fiscal e à concorrência desleal, por meio da intensificação das fiscalizações semanais para coibir irregularidades tributárias.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.