Foto Ilustrativa

Reboques e depósito veicular municipal entram em funcionamento na próxima semana em Petrópolis

A novidade é que o espaço será totalmente administrado pela Companhia Petropolitana de Trânsito e Transporte – CPTrans, o que vai facilitar e agilizar os serviços.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

A partir da próxima semana, Petrópolis volta a contar com um depósito municipal de veículos. A novidade é que o espaço será totalmente administrado pela Companhia Petropolitana de Trânsito e Transporte – CPTrans, o que vai facilitar e agilizar os serviços.

Os dois reboques contratados por meio de licitação, no início do mês de maio, também entrarão em atividade. Segundo Luciano Moreira, presidente da companhia, o contrato tem validade de doze meses e a empresa responsável pelos veículos deve fornecer ainda funcionários capacitados para a operação dos caminhões plataforma.

Com o início do funcionamento do serviço, veículos abandonados nas vias e estacionados de forma irregular e que estejam atrapalhando a fluidez do trânsito, inclusive nos bairros, poderão ser removidos mais rapidamente. “Essa é uma das principais denúncias que recebemos na companhia e que, agora, poderão ser atendidas de forma mais eficaz. A medida auxilia na ordenação na trânsito e ajuda a inibir a ação de maus motoristas”, diz Luciano Moreira, presidente da CPTrans.

O terreno onde vai funcionar o depósito veicular, que fica na Avenida General Marciano Magalhães, no Morin, é alugado, porém, vai gerar economicidade de cerca de R$ 84 mil anuais aos cofres públicos. Isso porque, para o mesmo local, a CPTrans transferiu toda a estrutura de manutenção e fabricação de sinalização de trânsito e mobiliário, que antes funcionava em outro espaço alugado, na Mosela.

“Entregamos este terreno e levamos tudo para o Morin, onde também conseguimos reduzir o valor da locação. Para a área foram transferidos os serviços de serralheria, guarda do material de pintura e estruturas de abrigo”, explica.

Petrópolis estava sem o serviço de remoção e depósito de veículos desde 2018. Carros e motos retidos nas operações de trânsito estavam sendo levados para pátios do Detran, fora da cidade, como Duque de Caxias, o que causava ainda mais transtornos aos motoristas.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.