A Riotur promoveu na última quarta-feira (20) a quinta reunião de planejamento do Carnaval 2019 com a presença de órgãos públicos, associações de moradores, representantes de blocos, iniciativa privada e, pela primeira vez, contou com a presença do Ministério Público para melhorar a dinâmica dos desfiles de blocos de rua.
Nesta reunião o foco foi a região da zona sul da cidade com representantes das associações de Copacabana, Leme, Botafogo, Humaitá, Glória, Gávea, Jardim Botânico, Bairro Peixoto, Ipanema, São Conrado, Santa Teresa, Flamengo e Leblon. A ideia foi colocar em discussão os pontos positivos e negativos da operação da folia, para assim, encontrarem soluções em conjunto para a melhoria da festa.
A reorganização da operação dos órgãos, as adequações nos desfiles para minimizar o impacto nas áreas públicas, as demandas de Associações de Moradores e organizadores de blocos e a concentração dos megablocos no centro do Rio, foram alguns dos destaques da reunião. Além disso, a diminuição da quantidade de desfiles também foi discutida; no último dia 15, a Riotur encerrou as inscrições dos blocos com 764 registros no novo sistema online.
“Seguimos firmes no propósito de oferecer o melhor carnaval para o Rio de Janeiro. Estamos dando voz a todos os atores do evento, reunindo esforços para que os moradores, os organizadores dos blocos e os órgãos públicos tenham suas demandas atendidas. Afinal, a festa é dos foliões, sejam eles turistas ou cariocas, e tem grande impacto  cidade, mesmo para aqueles que não vivenciam o evento. Com foco em planejamento e gestão, atingiremos nossa meta, sempre respeitando as tradições desta que é a maior manifestação cultural do Rio.”, diz a Marcelo Alves, presidente da Riotur.