Foto: Reprodução WhatsApp

Quatro pessoas são esfaqueadas em Copacabana

A festa teve esquema de segurança reforçado com mais de 2 mil policiais militares e 3 mil agentes da Prefeitura, entre guardas municipais e fiscais.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Pelo menos quatro pessoas foram esfaqueadas durante a festa de Réveillon em Copacabana. Duas das vítimas tiveram ferimentos graves e precisaram ser levadas para hospitais da rede Municipal de Saúde. As outras duas, entre elas uma turista colombiana, foram feridas levemente e liberadas já no posto médico montado na praia.

Segundo registro da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), os dois homens jovens feridos gravemente por arma branca foram levados para o Hospital Miguel Couto, no Leblon, e para o Hospital Souza Aguiar, no Centro. As vítimas teriam sido atacadas por criminosos ao tentar recuperar aparelhos de celular roubados durante a festa da virada, na faixa de areia. Os estados de saúde delas não foram divulgados.

A turista colombiana, que teve quadro leve, foi ferida pelo criminoso no rosto. O rapaz que também teve ferimentos leves foi ferido duas vezes no ombro, ao tentar recuperar o celular de sua mãe.

Segurança na praia

A festa teve esquema de segurança reforçado com mais de 2 mil policiais militares e 3 mil agentes da Prefeitura, entre guardas municipais e fiscais.

De acordo com a Polícia Militar (PM), foram confirmados furtos em série na faixa de areia. Os criminosos teriam aproveitado o momento de distração do público que confraternizava na praia para roubar seus pertences. O maior alvo dos bandidos foi o aparelho de celular. Ao todo, seis homens foram presos e dois adolescentes apreendidos durante a comemoração.

Dois homens foram presos em flagrante por furtar o cordão de turistas. Nos dois casos, o cordão foi recuperado pelos agentes da PM. As prisões foram feitas por policiais do Batalhão Especializado de Policiamento em Estádios (BEPE) e do 19º BPM (Copacabana), que participavam a operação de segurança.

Atendimento nos postos de saúde

De acordo com a SMS, foram feitos 111 atendimentos nos postos de saúde montados na praia. Sendo que a maioria delas sofreu pequenos traumas (pancadas, cortes etc.) ou passou mal devido à excessiva ingestão de bebidas alcoólicas.

* Com informações de O Dia e G1

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.