Alunos e funcionários da Escola de Engenharia de Petrópolis (UFF) realizaram nesta quarta-feira (18) um registro de apoio ao “Outubro Rosa”, campanha de prevenção ao câncer de mama realizada durante todo o mês de outubro. Intitulada de “Quarta-feira Rosa na UFF”, a ação contou com a participação de dezenas de pessoas, entre funcionários e alunos. Eles vestiram-se de rosa para registrar seu apoio e divulgar a importância da prevenção desta doença para a população.

“Quase 58 mil casos de câncer de mama foram diagnosticados no último ano. Diante disso e que há uma maior probabilidade de cura se o câncer for descoberto cedo, a UFF pensou em uma forma de chamar a atenção para este grave problema: convocando os alunos e servidores para vestirem rosa, demonstrando assim, nosso apoio a esta campanha tão importante’, destacou a diretora da UFF Petrópolis, Marcelle Guimarães.

A presidente Associação Petropolitana dos Pacientes Oncológicos (APPO), Ana Cristina Mattos, parabenizou e agradeceu aos docentes, discentes e servidores da UFF Petrópolis pela iniciativa “Antes de mais nada, em nome da Associação Petropolitana dos Pacientes Oncológicos, APPO, de toda equipe e pacientes, eu quero agradecer aos alunos, professores e funcionários da UFF – Petrópolis por terem tomado essa atitude tão bonita de estarem de rosa hoje”, disse.

A história do Outubro Rosa começou em 1990 quando o laço cor-de-rosa foi lançado pela Fundação Susan G. Komen for the Cure e distribuído aos participantes da primeira Corrida pela Cura, realizada em Nova York. Em 1997, algumas cidades dos Estados Unidos começaram a colocar em prática diversas ações voltadas a prevenção do câncer de mama, principalmente sobre a conscientização da prevenção pelo diagnóstico precoce. Logo em seguida, laços rosas começaram a surgir em corridas, desfiles de moda com modelos que combateram o câncer de mama, entre outras.

No Brasil, a primeira iniciativa vista em relação ao Outubro Rosa foi a iluminação do Obelisco do Ibirapuera com a cor rosa, na cidade de São Paulo, em 2 de outubro de 2002. A iniciativa foi de um grupo de mulheres simpatizantes com a causa do câncer de mama.

Em Petrópolis, a campanha é encabeçada pela Associação Petropolitana dos Pacientes Oncológicos (APPO). Diversas atividades de conscientização voltadas para o público feminino estão sendo realizadas em vários pontos da cidade. “É muito importante pra nós da associação que outras pessoas, principalmente jovens, se engajem nessa campanha pra que a gente possa diminuir a mortalidade por câncer de mama na nossa cidade. Em 2016 nós perdemos em Petrópolis 50 mulheres com câncer de mama, isso ainda é um número muito alto. Então a gente precisa falar, a gente precisa mostrar para as pessoas que é possível se cuidar, se tratar, ter um diagnóstico precoce para que possamos diminuir essa mortalidade”, finaliza a presidente da APPO, Ana Cristina.