Quanto vale a sua sanidade mental?

Será que R$1,5 milhão – prêmio oferecido pelo BBB – vale o preço real?
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Depois de diversas discussões dentro da casa mais vigiada do Brasil, que protagonizaram ofensas marcadas com lágrimas de quase todos os participantes, a pergunta veio à tona: “será que R$1,5 milhão, vale a sanidade mental de uma pessoa?”

Arcrebiano, um dos participantes eliminados, chegou a dizer a seguinte frase: “”Eu era uma pessoa anônima, ninguém me conhecia, eu era muito feliz. Agora eu estou triste”.

“Qual preço você está disposto a pagar para colocar em risco a sua integridade física e emocional? Muitos se perdem e não se dão conta de que estão se perdendo. A gente presencia isso escancaradamente no BBB, onde não existe limite, nem filtro social. As pessoas não estão preocupadas se vão destruir o outro, o quanto vão acabar com a autoestima do colega ou se vão levar o outro a enlouquecer, chegando a fazer com que o outro questione a sua sanidade mental”, analisa Josiane Souza, psicóloga especializada em relacionamento. 

Segundo a especialista, quando uma pessoa consegue fazer com que o outro acredite que está louco, está praticando um tipo específico de abuso social, conhecido como Gaslighting.

“Gaslighting é quando o abusador aponta o dedo pra vítima dizendo que a pessoa está louca e a vítima, em determinado momento se questiona se está louca mesmo. O objetivo do agressor é justamente esse: fazer com que a pessoa questione a sua sanidade mental, se está enlouquecendo”, explica Josiane.

“A gente presencia isso o tempo todo no jogo. Quando uma mentira é exposta e todos vão apontando o dedo, a ponto de um ser humano que está frágil diante de tanta pressão, questionar seu próprio comportamento, sua dignidade, seu ser… É aí que a gente se pergunta: até que ponto você vai para ganhar dinheiro? Até que ponto você se sujeita em relacionamentos tóxicos e abusivos, que estraçalham a mente humana?”

Josi pontua a vida fora do jogo onde a questão é a mesma. “É preciso parar e refletir. Será que você não está colocando em risco a sua sanidade mental por carência, medo ou dependência afetiva e financeira para ganhar algo? E, muitas vezes, o que você precisa ganhar é a sua própria existência – essa que você coloca em risco todos os dias”. A psicóloga, que já citou o Gaslighting no livro Relacionamento Abusivo – Guia prático para reconhecer e se libertar – diz que, seja no jogo do BBB ou no jogo da vida, “tá na hora da gente se questionar o que vale a pena”. Ela deixa a seguinte pergunta: “Do que vale ganhar muito dinheiro ou ter um relacionamento, mas não  ter qualidade de vida, não conseguir levantar da cama por depressão ou pensar em tirar a própria vida? Temos sempre que nos questionar”.

Josiane Souza, psicóloga –  escritora de quatro livros e palestrante, Josiane atua na abordagem da psicanálise lacaniana, abordando assuntos que tratam o relacionamento abusivo e incentivando vítimas a deixarem o ciclo da violência. Josi possui uma vasta experiência em clínica. Especialista em terapia de casal, realiza um trabalho nas redes sociais com vídeos e artigos. Através do seu conhecimento tem ajudado milhares de seguidores a resgatarem seu amor-próprio e refletirem sobre seus relacionamentos.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.