Psiquiatria do Hospital Nelson de Sá Earp será reformada

Espaço será reestruturado para melhorar serviço a pacientes, com atendimento 24h
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Melhorar a estrutura para atendimento a quem precisa de tratamento psiquiátrico, com área para atendimento 24h a pacientes em crise. Com este objetivo, a prefeitura iniciará no mês que vem a reforma da psiquiatria o Hospital Municipal Nelson de Sá Erap.

O projeto, orçado em R$ 395 mil, foi discutido em reunião nesta semana entre o secretário de Saúde Aloisio Barbosa da Silva Filho, a direção do HMNSE e a direção do Departamento de Saúde Mental. O processo de licitação já foi finalizado e a empresa responsável pela obra foi escolhida. A previsão é de que as intervenções comecem em setembro e estejam concluídas em um prazo de cinco meses.

“Temos buscado desde o início da gestão melhorar a estrutura dos equipamentos públicos, especialmente na rede de Saúde. As melhorias na psiquiatria do HMNSE são mais um passo que estamos dando neste sentido, para humanizarmos mais o atendimento neste setor que é tão importante”, explica o prefeito interino Hingo Hammes.

O projeto prevê uma reestruturação e reorganização do espaço, que passará a contar com oito leitos de saúde mental – quatro masculinos e quatro femininos – para estabilização de pacientes. O espaço terá ainda três leitos para receber pacientes de emergência e um consultório para atendimento.

O espaço da psiquiatria passará a ser mais amplo, com iluminação natural, segurança e entradas separadas para pacientes socorridos por equipes de emergência e para aqueles que derem entrada por meios próprios.   

“A reforma da unidade de psiquiatria no HNNSE irá melhorar o atendimento, com a recepção dos pacientes sendo feita em uma unidade com uma melhor estrutura e funcionamento 24 horas. A reforma possibilitará um atendimento mais humanizado a estes pacientes, que poderão permanecer na unidade pelo tempo necessário para que tenham o quadro estabilizado”, explica o secretário de Saúde Aloisio Barbosa da Silva Filho, lembrando que a unidade passará a contar com equipe técnica multidisciplinar. A psiquiatria terá médico, psicólogo, assistente social, enfermeiro, técnico de enfermagem, equipe de apoio e segurança. 

“Com isso passaremos a ter leitos de saúde mental em um hospital geral, onde os pacientes com quadro psiquiátrico agudo possam receber os cuidados até a estabilização. Será um ambiente amplo e seguro”, explica o diretor do Departamento de Saúde Mental da Secretaria de Saúde, Oswaldo Alberto Filho, que há 33 anos atua na rede pública.

“É um projeto que permitirá que Petrópolis tenha um serviço diferenciado na região para o tratamento de pacientes psiquiátricos”, pontua o diretor técnico do HMNSE, Marco Liserre. Também estavam presentes à reunião o diretor Geral, Nilson Wayand, o diretor administrativo, Sérgio Maurício Morelli, além do psiquiatra e professor da Faculdade de Medicina de Petrópolis, Eduardo Birman e o psiquiatra, psicanalista e conselheiro do Cremerj, Guilherme Franco de Toledo.  

Secretaria irá capacitar profissionais


A Secretaria de Saúde também irá implementar a capacitação de profissionais na atenção primária de Saúde para melhorar o suporte aos pacientes psiquiátricos após a alta médica. “Além desta estrutura com projeto para melhorias no HMNSE, teremos a reestruturação em toda rede de atendimento, com capacitação dos profissionais de saúde para atendimento na urgência e rede ambulatorial a estes pacientes”, explica o secretário de Saúde, Aloisio Barbosa da Silva Filho.


“A ideia com a capacitação é resgatar os princípios que norteiam o SUS: a integralidade, universalidade e equidade, melhorando a qualidade do atendimento aos pacientes psiquiátricos na cidade”, destaca Oswaldo, diretor do Departamento de Saúde Mental.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.