Projeto resgata história do teatro em Petrópolis

Iniciativa vai contar com detalhes sobre as últimas quatro décadas em obras audiovisuais.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Camarins, coxias e cenários, fazem parte do dia a dia dos profissionais que se revezam nos palcos para entreter o público. São cenas de drama, comédia, musicais, além da maratona de ensaios, textos para decorar, maquiagem, figurino e todo o bastidor que permeia o universo do teatro. As memórias de grupos que se consolidaram e difundiram a arte no município surgem agora reunidas o no projeto “40 anos de teatro em Petrópolis”, idealizado pelo ator, mágico, artista circense e agora apresentador Nathan Cardoso, contemplado no edital de chamada pública simplificada nº03/2020, Lei Aldir Blanc.

A série de entrevistas que são apresentadas pela Prefeitura Municipal de Petrópolis, IMCE – Instituto Municipal de Cultura e Esportes, Lei Aldir Blanc, Secretaria Especial de Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal, serão veiculadas todas as terças e quintas de março, sempre às 14h nas mídias digitais da Xdaquestão Produções.

Componente da 4ª geração de uma família de artistas circenses, Nathan Cardoso é peça chave neste projeto, englobando memória e história, ele vai conduzir as entrevistas. Entre seus diferenciais está a sensibilidade com o tema abordado, tendo sido participante de diversas produções em conjunto com diversos coletivos teatrais, contribuindo assim de forma subjetiva e objetiva de uma maneira única.

Serão oito entrevistas com duração de pelo menos 25 minutos cada, o público vai conhecer companhias, produtoras e grupos, que atuaram na arte do teatro, resgatando a história artística produzida na cidade, a partir dos anos 1980.

“É incrível poder produzir um material que resistirá ao tempo e além de ser consumido pelo público em geral, vai proporcionar estudos futuros para enriquecer ainda mais o conhecimento sobre o assunto”, diz Nathan.

Dentre as histórias que serão contadas estão a da ITB, Mama tô na lona, O Pessoal Aí, Povo do Cafundó, Satura, Teatro Experimental de Petrópolis, Total e Autoral e Xdaquestão Produções.

A apresentação fica por conta de Nathan Cardoso, o Diretor Geral e Executivo é Maurício Araújo, a Diretora de Produção e Secretária teatral, Carla Coelho, a Historiadora Maria Angela Gomes e o Intérprete de Libras, André da Silva Vieira.

A veiculação do projeto será realizada pelas plataformas digitais da Xdaquestão Produções no Facebook @xdaquestaoproducoes (https://www.facebook.com/xdaquestaoproducoes/), no Instagram @xdaquestaoproducoes (https://www.instagram.com/xdaquestaoproducoes/) e ainda através do Youtube Xdaquestão Produções (https://www.youtube.com/channel/UC6MBZV6Wyy_k3i5RB4OFcDg).

O cronograma de veiculação do projeto 40 anos de teatro em Petrópolis é pra deixar qualquer amante do teatro apaixonado.

02-03-2021 – 3ª feira – 14h – Mama tô na lona – Paulo Marcos de Carvalho

04-03-2021 – 5ª feira – 14h – ITB – Rodolfo Medeiros

09-03-2021 – 3ª feira – 14h – Grupo Pessoal Aí – Sylvio Costa Filho e Pita Cavalcanti

11-03-2021 – 5ª feira – 14h – Povo do Cafundó – Simone Gonçalves

16-03-2021 – 3ª feira – 14h – Xdaquestão Produções – Maurício Araújo

18-03-2021 – 5ª feira – 14h – Satura – Fred Justen

23-03-2021 – 3ª feira – 14h – Total e autoral – Lú de Oliveira

25-03-2021 – 5ª feira – 14h – TEP – Joaquim Eloy

Mais informações podem ser obtidas nas próprias mídias digitais da Xdaquestão Produções ou ainda através do e-mail [email protected] e do WhatsApp (24) 99955-2730.

Fonte: Xdaquestão Produções

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Urantia lança clipe em homenagem a vida e obra de Van Gogh

A banda Urantia, de Petrópolis, lançou o clipe “Van Gogh” que homenageia a arte do pintor holandês. O vídeo busca transmitir a estética dualista de luz e sombra, sanidade e loucura, presente na obra de Van Gogh. Em sua letra, existe uma releitura poética da vida e obra do artista, com parte da letra em português e em inglês.

Comentários estão fechados.