Banco de Imagens Gratuitas Pexels

Projeto promete incluir jornalistas em grupo prioritário de vacinação contra a Covid-19

O projeto tem como base que os profissionais da imprensa não pararam de trabalhar desde o início da pandemia, e segundo a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), o Brasil é o país com maior número de profissionais de imprensa mortos pela Covid-19 no Mundo.

O Deputado Federal Dagoberto Nogueira (PDT-MS) apresentou, nesta quinta-feira (8), projeto de lei que inclui jornalistas e demais profissionais de imprensa no grupo prioritário de imunização contra a Covid-19.


Em sua justificativa, Nogueira lembra que a classe jornalística está entre as atividades essenciais durante a pandemia. “Além de estarem no frente da batalha contra a desinformação, jornalistas, cinegrafistas, radialistas, fotógrafos e outros profissionais estão enfrentando condições de trabalho difíceis, ditadas pelo risco de contágio”, diz.


O deputado também aponta estudo da Universidade Federal do Rio de Janeiro que indica que os jornalistas estão entre as profissões mais expostas ao coronavírus, aparecendo com 52% de chance de contágio.


Ele diz ainda que, segundo a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), o Brasil é o país com maior número de profissionais de imprensa mortos pela covid no mundo. “Apenas nos três primeiros meses deste ano, 86 casos fatais foram registrados. Um aumento, até agora, de 8,9% de mortes em comparação a 2020.”


O projeto ainda deve tramitar por comissões da Câmara e não há data prevista para votação.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também