Projeto Música para Autista pede ajuda para voluntários de Petrópolis

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

O Projeto Música para Autista, da professora Jandira Diniz, está passando por um momento de expansão. O espaço onde funciona o projeto é residencial e não poderá continuar a ser utilizado. Para não deixar de atender os seus doze alunos autistas, Jandira pede ajuda para voluntários que possam ceder um espaço, mesmo que pequeno, para que ela continue o trabalho. Ela precisa de um espaço provisório, de preferência no Centro de Petrópolis, para poder ministrar suas aulas, até que ela consiga se instalar definitivamente em sua futura casa que ainda pretende adquirir.

As aulas acontecem às segundas-feiras, das 16h às 18h45. Ela utiliza um teclado e um xilofone, equipamentos que não exigem espaços grandes para serem manuseados.

Jandira Diniz criou o projeto há algum tempo e com muita dedicação consegue mudar a vida dos alunos autistas. Em janeiro de 2019, um dos seus alunos apresentava problemas com a fala, mas com a utilização da música ele teve um grande progresso. Hoje o aluno já está falando muitas sílabas, graças a utilização de uma caixa de som e um microfone doado por voluntários.

Além do espaço para ministrar as aulas, Jandira pede a ajuda de músicos para disponibilização de tempo. Se cada músico voluntário dedicar algumas horas, de apenas um dia na semana, conseguirá transformar a vida de uma pessoa que realmente precisa.

Precisamos de mais músicos interessados em trabalhar com eles. A música ajuda muito. Tenho um autista que está lendo partitura. Toca comigo, tenta falar. A música ajuda muito”, explica Jandira ao pedir ajuda para divulgar o projeto.

Os interessados em ajudar podem entrar em contato com a Professora Jandira Diniz através da sua página no Facebook (https://www.facebook.com/jandira.diniz.1).

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.