Reprodução da internet / Google Maps

“Proibidão” liberado na praça do Mosela tira o sono de moradores

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

A praça da Mosela tem sido palco de eventos realizados aos finais de semana que estão tirando o sono e a tranquilidade de muita gente. Os moradores não aguentam mais a música com o volume alto, o que tem prejudicado principalmente na saúde das pessoas.

Além do barulho muito alto durante a madrugada, o que também preocupa as famílias é a execução do “funk proibidão” que é ouvido inevitavelmente por crianças e idosos. A comunicação também é afetada, pois na maioria das residências não se consegue conversar durante toda a realização do evento que costuma terminar ao amanhecer.

O Giro Serra procurou por respostas junto aos órgãos fiscalizadores, já que, de acordo com a denuncia, o evento tem sido realizado com certa frequência. Em nota, a Prefeitura informa que o estabelecimento que tem promovido o baile funk foi notificado e recebeu um auto de infração por ocupar o espaço público. “A Fiscalização de Posturas apurou que um estabelecimento no local apontado já foi notificado e recebeu um auto de infração por ocupação de espaço público, por estar em desacordo com o Código de Postura do município – Lei 6.240/2005”.

O Município informou ainda que a fiscalização ocorre em conjunto com a Guarda Civil e a Polícia Militar e pede ajuda a comunidade para denunciar. “É importante destacar que as pessoas podem denunciar os casos à fiscalização de Posturas pelo telefone 2246-9042. A partir da denúncia um fiscal é enviado ao local para verificar a situação e adotar as medidas cabíveis. Em alguns casos a fiscalização acontece em conjunto com a Guarda Civil e Polícia Militar”, informa a Assessoria de Comunicação da Prefeitura.

Crédito da foto: Reprodução da internet / Google Maps

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

6 Comentários
  1. Rodrigo Diz

    Sou morador da Mosela e já denunciei varias vezes e de nada adiantou, todo domingo e feriado é esse inferno música alta e muita bagunça isso tem que acabar ninguém aguenta mais. Temos que ficar todo os domingos com as janelas fechadas por causa do barulho.

  2. Jose Diz

    Não aguentamos mais. O desrespeito. Até igrejas colocando cartazes de proibido parar e estacionar e se prevalecendo com isso. Carros parados em porta de garagem, calçadas impedindo o pedestre de circular pelas calçadas. Pessoas portadoras de doenças físicas usando muletas,bengalas,etc.. além de palavrões,sons altos,funk,drogas,miquitorios e tudo que não presta. Estamos desamparados pelos órgãos públicos.

  3. Thamara Soares Ferreira Diz

    Não só no mosela como também aqui na rua Alagoas todos os sábados ta tendo essa bagunça ninguém dorme ???

  4. JULIANO COELHO Diz

    Fiscalização???

    Papo furado, o problema já ocorre há algum tempo, se existisse fiscalização, atitudes teriam sido tomadas, simples assim, não há o que argumentar.

    Mosela é e sempre foi um bairro “residencial” e familiar, o que ocorre hoje vai além de falta de respeito e valores morais… É um ato ilegal, só não enxerga quem não quer.

  5. Tatiane Diz

    Sou moradora do bairro. Não é só a música alta, mas encontramos cápsulas de drogas espalhadas pela praça, carros e motos em cima das calçadas obrigando os pedestres à passarem pela rua. Briga, palavrões e pessoas alcoolizadas que utilizam nossas servidoes como banheiro. Somos xingados e ameaçados quando reclamamos, muitas ligações feitas para polícia e nada é feito. Denúncia no ministério público e nada, infelizmente estamos sem ajuda e presos dentro de casa.

    1. Juliano Diz

      O que ocorre é preocupante, e está chegando a um limite, preocupante, pois estamos sendo ameaçados e a justiça e polícia, não estão do nosso lado.

      A quem devemos recorrer ?!?! ?!?!?!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.