Programa Vendas Direta é aprovado na Câmara e segue para sanção do prefeito

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Em tempos de desemprego em alta, empreender é para muitos a única saída. Uma das opções de negócio é a agricultura familiar, mas o incentivo para os empreendedores foi interrompido, causando o desestimulo na produção local.

O Projeto de Lei Vendas Direta (nº 2986/2019), de autoria do vereador Jamil Sabrá, vem estimular a produção local, oferecendo ao produtor rural de agricultura familiar espaços nos terminais públicos de ônibus, ou em qualquer outro logradouro público apropriado, para utilização na comercialização de seus produtos. A iniciativa visa estimular o agricultor familiar, aumentando a exposição, visibilidade e a comercialização dos seus produtos.

Uma iniciativa similar já havia sido desenvolvida em 2009 gerando cerca de R$ 150 mil transações por ano. No ano seguinte o número de transações duplicou, o que demonstra haver uma fatia da economia que deixou de ser trabalhada no município, deixando de gerar renda para as famílias e consequentemente para a economia da cidade.

A proposta de Jamil Sabrá faz com que o programa de incentivo criado anteriormente se transforme em Política Pública podendo ser aplicada e expandida para outras localidades.

“O programa já existe, mas transformamos em Projeto de Lei para que se torne Política Pública, evitando que seja Política de Governo, e com isso ele não vai ser somente mantido, mas também será expandido para outros logradouros públicos”, diz Jamil Sabrá.

Projeto de Lei, apelidado de Vendas Direta, foi aprovado na Câmara Municipal na semana passada e segue para sanção do Prefeito Bernardo Rossi.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.