Programa Petrópolis da Paz oferece curso online de introdução à mediação

Com o objetivo de divulgar e informar a população sobre o projeto de mediação de conflitos, baseado na Lei Federal nº 13.140, e após uma iniciativa do prefeito Bernardo Rossi, em 2017, por meio da Lei Municipal n° 7.532, o programa Petrópolis da Paz está oferecendo o curso online de Introdução à Mediação – primeiro do estado do Rio de Janeiro, com duração de 24 horas. Estão disponíveis 500 inscrições gratuitas que começam a partir do dia 24 de setembro, durante a comemoração da Semana da Mediação. O cadastro pode ser feito através do site do programa Petrópolis da Paz (http://www.pmp.intranet/petropolisdapaz/).

O conteúdo do curso é dividido em oito módulos, nos quais os usuários terão acesso aos meios e técnicas de resolução dos conflitos, mudanças na busca da inclusão e paz social. As aulas podem ser assistidas de forma livre, ou seja, o sistema online possibilita ao aluno que ele organize o melhor tempo para acompanhar as aulas. Ao final de cada módulo, o aluno fará um questionário como avaliação para concluir o curso com sucesso. Todos receberão um certificado de participação, que ficará disponível no próprio site. A plataforma foi desenvolvida gratuitamente pela Pauta Online em parceria com o programa Petrópolis da Paz.

“Queremos que as pessoas conheçam o trabalho da mediação e que possam ter ciência que existem várias outras formas de resolver nossos conflitos sem precisar recorrer ao judiciário”, explicou a Coordenadora do programa, Elsie-Ellen Carvalho.

O grande sucesso do programa é o trabalho na Câmara Pública, situada na Av. Koeler, 206, Centro. O local, é um braço do projeto, que atende as pessoas que são encaminhadas pelos parceiros, como Centro de Referência de Atendimento à Mulher (CRAM), comunidade e pessoas que procuram o serviço de forma espontânea. A Câmara recebe casos para serem mediados, como brigas domésticas, família, vizinho, entre outros. A ação consiste em ouvir os dois lados e buscar de forma pacificadora uma solução satisfatória para ambos. As mediações podem durar mais de três meses para serem concluídas.

O programa tem parceria com a Secretaria de Saúde, Secretaria de Assistência Social e Gabinete da Cidadania, além do Tribunal de Justiça, Delegacias de Petrópolis, Conselho Estadual e Municipal de Segurança Pública, Procon, Conselho Tutelar e Universidades.

Fonte: Prefeitura de Petrópolis

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também

Leave a Comment