Reivindicando reajustes salariais, diminuição da carga horária semanal e entre outras coisas essenciais para propôr uma educação de qualidade para todos, os funcionários públicos de greve em Petrópolis-RJ fizeram uma passeata inusitada hoje pelo Centro Histórico.

O caixão usado no movimento foi para significar o “enterro governamental”, já que os servidores alegam promessas de campanha não cumpridas pelo atual prefeito, Bernardo Rossi, do MDB.

Há mais de duas semanas de greve nada foi resolvido e os alunos da rede pública de ensino continuam sem aula. Segundo a prefeitura, o ponto dos grevistas será cortado e temporários serão contratados para darem continuidade ao ano letivo.

As escolas totalmente paralisadas só funcionam com os cargos contratados: orientadores, adjuntos e diretores.

Por: Gabriel Malheiros