Procuram-se: projetos audiovisuais – originais e inéditos – que não só abordem temas de interesse da saúde pública, como também disseminem conhecimentos e estimulem debates com a participação da sociedade. Recompensa: apoio financeiro integral para a realização dos projetos. Ficou interessado? Então, participe da terceira edição do Concurso de Apoio à Produção de Obras Audiovisuais, promovido pela Vice-Presidência de Educação, Informação e Comunicação (VPEIC/Fiocruz) e pelo Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict/Fiocruz), por meio da VideoSaúde Distribuidora. O Concurso se destina a empresas produtoras de qualquer lugar do Brasil, com seus respectivos realizadores/diretores, e as obras resultantes receberão o Selo Fiocruz Vídeo. As inscrições estão abertas até 4 de junho de 2018.

Sete projetos serão selecionados, sendo uma animação e seis documentários. Cada projeto receberá entre R$ 85 mil e R$ 220 mil. A inscrição é gratuita e, para concorrer, além da documentação da empresa, é necessário encaminhar à VideoSaúde um projeto técnico contendo justificativa, plano de direção, roteiro, público prioritário, orçamento detalhado, currículo e/ou portfólio do diretor e da empresa e cronograma. Os proponentes selecionados deverão entregar os vídeos prontos dentro de oito meses, contados a partir da data da primeira liberação de recursos.

O propósito do Concurso é fomentar filmes que ampliem o acesso do público em geral aos conhecimentos e debates sobre as principais questões do campo da saúde pública brasileira. A ideia é que os vídeos também sejam utilizados em atividades acadêmicas e de ensino técnico, de graduação e pós-graduação, bem como na formação e capacitação de profissionais, gestores, conselheiros e agentes de saúde. Para tanto, os filmes apoiados pelo edital – com alta definição e legendas em português, inglês e espanhol – passarão a integrar o acervo da Fiocruz. Haverá cessão das obras para repositórios institucionais digitais em acesso aberto, além da distribuição gratuita através da VideoSaúde e a preço de custo através da Editora Fiocruz.

Serão aceitas propostas sobre as mais variadas temáticas – atenção primária em saúde e Estratégia Saúde da Família, determinação social da saúde, doenças negligenciadas, transmissíveis e não transmissíveis, gravidez na adolescência, amamentação, história da saúde pública e das ciências, saúde do trabalhador, saúde e ambiente, saúde mental, saúde nas prisões, vigilância em saúde e violência e saúde, entre outras. A relevância do tema abordado para as políticas de saúde é um dos aspectos que serão avaliados na escolha dos projetos.

O Conselho Curador do Selo Fiocruz Vídeo é o responsável pela análise e seleção das propostas e, para auxiliá-lo na tarefa, poderá constituir comissão de especialistas. Criatividade artística, comunicabilidade, currículo do diretor e do produtor, compatibilidade da obra proposta com o cronograma e a previsão orçamentária e viabilidade de execução também serão levados em conta na avaliação dos projetos inscritos.

A qualidade do conteúdo é tão importante que, entre as obrigações dos proponentes, destaca-se assegurar que o desenvolvimento e a finalização dos vídeos tenham o acompanhamento de um consultor científico. Com isso, o objetivo é garantir a correção das informações cientificas, médicas, de saúde pública, de descrição de doenças, de ações preventivas de saúde, de tratamento médico, de direito dos pacientes e usuários dos serviços de saúde, de boas práticas de laboratório e de biossegurança, entre outras.

Fonte: Fiocruz