O Procon Petrópolis conquistou linhas exclusivas para dar agilidade a queixas de consumidores de três bancos: Bradesco, Banco do Brasil e Santander. O objetivo é ter uma forma de comunicação rápida para a resolução das reclamações que chegam diariamente ao Procon. Além deste avanço, o pagamento de boletos também foi foco de acordo com as instituições financeiras e o Procon vai cobrar que a legislação vigente seja cumprida. O banco só pode recusar recebimento de boletos se ele não possuir convênio com concessionárias de serviços. A reunião com representantes dos bancos foi realizada esta semana com o coordenador do Procon, Bernardo Sabrá.

O banco Bradesco criou oito linhas exclusivas para o atendimento do órgão; o Santander mais cinco linhas e o Banco do Brasil três canais de comunicação. Por estas linhas a equipe do atendimento do Procon terá a possibilidade de solucionar o problema do consumidor de forma direta e rápida com a agência.

Com mais bancos agora são quatro as instituições financeiras (Itaú, Bradesco, Santader e BB), oito empresas (Oi, Claro, Vivo, Tim, Credcard, Net, Motorola e Samsung e Enel) que mantem linhas diretas com o Procon Petrópolis, além da concessionária de energia, Enel.

Ficou acordado em ata o comprometimento das agências bancárias em se dedicar ao máximo para solucionar todos os problemas apresentados pelo Procon.

O coordenador do Procon Petrópolis, Bernardo Sabrá destacou a importância desta reunião, para qualificar e beneficiar o atendimento ao consumidor. “Conseguimos ampliar a nossa capacidade de resolutividade e dar mais velocidade ao atendimento, uma vez que aumentamos nossos canais de solução junto às empresas reclamadas. Quando assumimos o Procon, adotamos este modelo de gestão, justamente com as empresas mais reclamadas e hoje temos parceria com várias organizações”, pontuou o coordenador.

“Temos a intenção de melhorar cada vez mais o atendimento ao consumidor. Desejamos a uniformidade das ações das agências do Bradesco em Petrópolis”, disse o gerente regional do Bradesco, Edson Luiz da Costa.

Durante a reunião, foi ressaltado o sucesso das ações de fiscalizações do Procon Petrópolis, junto com as agências, na solução das normas de acessibilidade, guarda-volumes e atendimento prioritário. Todas as instituições financeiras do município se adequaram e os processos foram arquivados. O Procon também já reduziu em mais de 50% o tempo de espera das filas dos bancos e o objetivo é sanar esta deficiência, além do início das ações educativas para mostrar a obrigatoriedade da presença do vigilante nas agências por 24h. E ainda os canais de comunicação direta que já existem com Oi, Claro, Vivo, Tim, Itaú, Credcard, Net, Motorola, Samsung e Enel.

“As parcerias nos possibilitam à resultados mais positivos. A nossa margem de resolução aumentou muito chegando uma média de 96%, onde a média geral do órgão de solução é de 92%. Então observamos que onde existe a parceria a nossa solução junto ao consumidor aumenta”, explicou Bernardo.

PROCON pode multar banco que recusar pagamento de boleto
O pagamento dos boletos é um serviço previsto pelo Banco Central (BC), e não pode ser recusado por nenhum banco ou instituição financeira. Porém, podem ser opcionais para o banco, o recebimento desses boletos, quando se trata de convênios com organizações de contas de água, luz, telefone e tributos municipais, ou seja, caso a instituição financeira não tenha o convênio com uma dessas concessionárias, ela não consegue fazer o pagamento para o consumidor, podendo recusar a efetuar o serviço. Qualquer outro boleto, é obrigatório o banco aceitar o pagamento, desde que esteja dentro do vencimento.

Vale lembrar que os bancos não podem dificultar os acessos aos canais para atendimento para pagamento de contas. As agências não podem recusar o pagamento de contas no caixa ou qualquer outro meio de atendimento disponibilizado pelo banco. O alerta sobre a forma e local de pagamento deve estar visível para o cliente.

“A reunião do Procon com os representantes das agências bancárias, foi para discutir e determinar que pare esta prática de um banco empurrar para o outro uma responsabilidade que é dele. Criamos um pacto através de um documento e deixamos claro que se a prática permanecer, as multas serão altíssimas no qual vamos estabelecer o poder econômico da empresa, e se está tendo vantagem apurada, a natureza da infração e diversas outros agravantes que nossa equipe apura para chegar ao valor da multa. A nossa ideia é que erradique este problema na cidade, ou pelo menos minimize de maneira a curto prazo para que a gente possa ter mais uma vitória dentro dessa vertente dos bancos”, pontuou o Coordenador Bernardo Sabrá.

Qualquer dúvida, a equipe do órgão está disponível para explicações. O atendimento presencial pode ser realizado na unidade do Centro, que fica na Rua Moreira da Fonseca, nº 33. A unidade de Itaipava localizada no Centro de Cidadania, que fica na Estrada União e Indústria, 11.860. Já para quem quiser denunciar alguma prática abusiva pode contatar o Procon pela página do órgão no Facebook, o Procon Petrópolis; pelo site www.petropolis.rj.gov.br/procon. Há, ainda, o WhatsApp Denúncia, no número 98857-5837 ou os telefones 2246-8469

Fonte: Prefeitura de Petrópolis