Procon orienta vendedores de flores em ação focada no Dia das Mães

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

O Procon iniciou nesta segunda-feira (07.05) as ações voltadas ao Dia das Mães orientando as floriculturas sobre os direitos e deveres dos estabelecimentos e dos clientes na hora da compra das flores – um dos principais artigos vendido para os filhos como presente nesta data comemorativa. O órgão de defesa do consumidor também distribuiu cartilhas sobre o assunto nesses locais e vistoriou os estabelecimentos quanto à presença do Código de Defesa do Consumidor e do livro de reclamações.

Até o dia 11, o Procon promove uma série de ações com o foco no Dia das Mães. Nesta terça-feira (08) será realizada, nas lojas do Centro Histórico, uma ação de fiscalização orientando sobre as regras de troca, vales-presente, livro de reclamações, CDC, além de tirar dúvidas de vendedores e empresários sobre as relações de consumo. A iniciativa ocorre, ainda, na quinta-feira, nos polos de moda do Centro. Na quarta, uma ação itinerante será realizada na Praça Alcindo Sodré, de 13 às 17h esclarecendo às dúvidas dos consumidores e, na sexta, a ação vai ocorrer nos restaurantes.

“Tivemos uma resposta muito positiva das floriculturas, já que foi a primeira vez que o Procon busca orientar esses estabelecimentos sobre as relações de consumo. Nossa intenção é exatamente essa, dar aos estabelecimentos o conhecimento necessário para que possam atuar de acordo com o que o Código de Defesa do Consumidor preconiza. Felizmente não temos registro de reclamações sobre esses estabelecimentos, mas é sempre bom mantermos a relação estreita para que eles enxerguem no órgão um parceiro para tirar dúvidas quando precisar”, explica o coordenador do Procon, Bernardo Sabrá.

O Dia das Mães cai, este ano, será no próximo domingo (13.05). Essa é a data mais significativa para o comércio de produtos e serviços no mercado brasileiro, ficando atrás, apenas, do Natal.

O órgão continua com equipes nas duas unidades, que ficam Rua Dr. Moreira da Fonseca 33, no Centro, ao lado da Câmara dos Vereadores, e em Itaipava, na Estrada União e Indústria 11.860, no Centro de Cidadania. Os telefones para contato são o 2246-8469 / 8470/ 8471 / 8472 / 8473 / 8474 / 8475 / 8476 e 8477. Os usuários também têm como opção o WhatsApp Denúncia pelo 92257-5837 e o site www.petropolis.rj.gov.br/procon e o serviço de mensagens da página Procon Petrópolis no Facebook.

Dicas aos lojistas e consumidores:
– Pesquisar bastante os preços, qualidade, no intuito de evitar desperdício financeiro e evitar problema futuro;

  • Pesquisar preços e a qualidade do produto, devido as variações de um lugar para o outro;

  • Importante verificar os custos adicionais no que tange aos arranjos e também ao custo para entrega do produto;

  • Todos os estabelecimentos comerciais de bens e serviços do estado do Rio são obrigados a possuir e disponibilizar o CDC e o livro de Reclamações Procon, ao consumidor que deseja registrar uma queixa;

  • Os estabelecimentos comerciais de acordo com a lei 13.455/2017, ficam autorizados a diferenciar os preços de seus bens e serviços oferecidos em função do prazo, ou instrumento de pagamento utilizado pelo consumido;

  • Os estabelecimentos comerciais são obrigados a ter afixado em local visível e de fácil acesso, um cartaz com informações pertinentes a disponibilidade do CDC e do livro de reclamações, bem como informações dos contatos do Procon.

Fonte: Prefeitura de Petrópolis

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.